Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2021 – Parte I

animes spring season primavera abril temporada

Parte 1 com Nagatoro-san, 86, Fumetsu no Anata, Tokyo Revengers e Hige wo Soru!!

Depois de MUITO tempo, estamos falando novamente sobre animes aqui no Gekkou Gear! Enquanto os guias de temporadas ainda não voltam, vamos de primeiras impressões da temporada de abril mesmo. De maneira geral, tenho gostado demais dessa spring season. Fazia um bom tempo que não me deparava com tantas gratas surpresas. Se os animes em questão serão bons até o fim, aí é outra história. Ao menos começaram com o pé direito. Nessa primeira parte serão cinco títulos. Ao todo devemos ter umas três partes pelo menos.

Fica o aviso que terão spoilers nas análises!!

Ijiranaide, Nagatoro-san

nagatoro-forte-crunchyroll-anime-conquista-fan-vola-tendenze-twitter-v3-510690

Esse era um dos animes que eu mais estava aguardando no ano. Meus amigos sempre faziam uma ótima propaganda do mangá. Mês passado decidi comprar os volumes publicados nos EUA e me apaixonei por Nagatoro-san. O começo é, sim, meio cringe, meio pesadinho, mas logo em seguida fica uma coisa mais amena, mais comédia, mais romance. A Nagatoro vai de uma pessoa que poderia parecer ruim para uma garota se apaixonando, que apenas incomoda seu senpai de maneira mais leve. Porque gosta dele. Afinal, a gente só incomoda quem a gente gosta.

A qualidade da animação ficou legal, nada absurdo, nem feio. Nagatoro-san é uma obra que não exige muito de uma grande produção nessa parte. Mas ficou bem feito, sim. Melhor que vários outros da temporada que possuem momentos com cenas de ação. O episódio inicial foi extremamente fiel aos três primeiros capítulos do mangá, adicionaram algumas cenas pra dar sensação de continuidade, o que é normal e necessário.

ijiraide

Podem esperar por uma grande evolução na relação da Nagatoro com o Naoto (senpai), os dois crescendo como personagens e uma relação entre eles que vai divertir muito a todos. Vai ser algo bem fácil de se identificar, pois veremos momentos que muitos de nós já passamos durante a nossa adolescência. Vão ter vários momentos MUITO engraçados, podem ter certeza. O autor é bastante criativo. Sim, vão existir situações de ciúmes por parte da Nagatoro, hehe. E podem esperar por ver os dois começarem a se abrir mais entre eles. Outros personagens vão aparecer, mas os principais mesmo são a Nagatoro e o Naoto.

Gostei do character design. Gostei das vozes. Nagatoro-san vai ser uma das grandes comédias românticas do ano, podem ter certeza. Também recomendo fortemente a leitura do mangá.

Miss-nagatoro-anime

Nota: 08/10

Onde encontrar: Crunchyroll


86

16182507602021-03-31_(9)

Temos aqui uma das obras com maiores elogios dos últimos tempos ganhando adaptação animada. Um anime que está facilmente no meu top 5 de mais aguardados de 2021. E o que dizer desse primeiro episódio? Começo fantástico! Ep. inicial beirando a perfeição.

Vamos ser sinceros. Em meio a esse mundo de mangás, animes, light novels e afins, quantos que realmente podemos afirmar, de maneira unânime, que são obrax claramente acima da média? Pouquíssimas. Fazendo uma relação com o futebol. Jogadores da série A ganham fortunas de salário, mesmo os reservas. Sempre de 100 mil reais pra cima. Mas a verdade é que os clubes da série A representam menos que 1% ou 2% do todo. E trago essa pequena reflexão para dizer que 86 não é só marketing. 86 é claramente uma das obras acima da média. É tão fácil de perceber. Já logo nos primeiros minutos, não apenas no episódio inicial inteiro. Mas o fato é que as coisas só melhoram. E não sou apenas eu que estou dizendo isso, é basicamente quase todos que leem a light novel da obra.

Screenshot_3

Temos uma história que traz vários questionamentos que refletem na nossa sociedade. Preconceito, uma sociedade disfuncional e perdida. Guerras e conflitos por motivos lamentáveis. Egoísmo absurdo. Mortes. Ideais de pessoas sendo impostos à força em outras pessoas e civilizações. Governos corruptos e mentirosos. E por aí vai. Coisas que, infelizmente, vemos todos os dias desde que a humanidade ”tomou conta” do mundo. Eu sempre acho que essa ruindade toda é, na verdade, minoria. Tem muitas pessoas de bem, incríveis, tem muito mais coisas boas no mundo. E é por isso que vale a pena continuar vivendo nele e lutando por ele. E quando eu digo ”ele”, não precisa ser o mundo inteiro, mas sim o seu mundo. Mesmo que você more em um país corrupto e assassino, um lugar que lhe dê medo de botar uma criança no mundo… Faça da sua família o seu país. E tudo isso que eu estou dizendo agora tem total relação com o mundo e com os acontecimentos de 86. Pouco a pouco as coisas vão crescendo na história, os personagens vão desenvolvendo e mundo vai ficando maior. Tudo é contado de maneira natural e genuína.

B444A49D-5F9A-4890-A310-C375228B8FB2

No episódio inicial já foi fácil de perceber isso. Mostraram boa parte do funcionamento das coisas naquele atual momento em que estavam vivendo. Mostraram a quantidade de preconceito que existe. Mostraram que estão em guerra. Mostraram como o governo mente dizendo que ninguém estava morrendo nos conflitos pelo simples fato de que os soldados que estavam lá nem sequer humanos eram considerados. O episódio #1 trouxe um universo muito interessante e um potencial de crescimento absurdo.

Mas em meio a tanta ruindade, sempre vão existir aqueles que conseguem ver claramente os erros e o que seria mais positivo para o futuro. É engraçado notar que a história se passa num futuro distópico, com grande tecnologia, mas que o acesso a informação é completamente deturpado pelo governo. Algo que me lembrou um pouco a Coreia do Norte. E em meio a um futuro tecnológico, temos um povo pensando com a cabeça da época da Idade Média. E por mais louco que possa parecer, é algo ultramente crível.

FEBA8555-6C96-4C41-B830-66D51BCC5F92-scaled

O governo promete o fim da guerra deles em dois anos. Duvido. Quero saber os reais motivos dessa guerra. Não deve ser apenas por questões territoriais ou de supremacia racial, com certeza deve ter algo envolvendo dinheiro nesse conflito. Como, por exemplo, os Estados Unidos invadindo o Iraque por causa do petróleo. E as crianças e adolescentes que estão na linha de frente, que nem humanos são considerados, são chamados de drones. Drones… Eles são conhecidos como unidade 86, pelo o que entendi. E daí vem o nome da obra.

A protagonista Vladilena, uma das poucas pessoas decentes daquele lugar, vai comandar esse grupo. Com certeza será uma relação incrível de se acompanhar. Porque essas crianças e adolescentes do 86 claramente estão a ponto de explodir emocionalmente. Eles são muito unidos, uma grande família. Ao mesmo tempo que falam não temer a morte, tentam evitar de morrer e continuar seguindo em frente, mesmo sem pretensões de terem um futuro longo e melhor. Estou muito curioso para saber sobre a origem deles, como foram parar naquela posição, se são frutos de experimentos etc. O preconceito que eles sofrem lembra muito o preconceito dos nazistas com os judeus, no qual nem seres humanos eram considerados. E a resposta deles, chamando o povo daquele país de porcos brancos (pois quase todos tem cabelos brancos), lembra a ”reposta” dos judeus com os nazistas. Bem interessante o autor usar todos esses fatores como inspiração.

EF0C4E09-A2A7-47EB-958B-194912791C2A-scaled

Mas voltando a protagonista. Ela é uma personagem muito interessante e com um backstory que eu quero entender melhor. Aparentemente, ela é a única que se importa com quem está na linha de frente, que considera eles seres humanos, se importa com suas vidas. Não comanda eles nas batalhas pensando que são meras ferramentas e que tanto faz se um ou outro morrerem. Acredito que a relação dela com o Ceifador, líder do 86, vai ser um dos pontos altos da história, afinal ambos são os protagonistas. Será que vai dar em romance? O que eu sei é que o Ceifador com certeza carrega um peso absurdo nos ombros por ter que comandar sua família e por, às vezes, ter que matar seus companheiros para não deixar eles agonizando até morrerem.

A Vladilena, ao que parece, é alguém muito relevante ao reino. No que diz respeito a posição social. Chamam ela de princesa. O seu tio é um dos figurões do exército. Seu pai foi um grande cientista (?), ajudou a inventar aquele equipamento mencionado no primeiro episódio. Estão até tentando fazer um casamento arranjado pra coitada. Enfim, aí tem coisa! O que importa é que ela parece ser uma excelente personagem. O conflito dos seus ideais pessoais contra os ideais do país/povo vai ser algo curioso de acompanhar. Tenho medo do que isso possa gerar consequências pra ela. Será que em algum momento o seu tio vai se virar contra ela mesmo sendo família? Será que ela está em posição de conseguir impor mudanças? Afinal ela é chamada de princesa! A todo momento ficavam mostrando a estátua de uma mulher. Será que tem relação com a Vladilena ou sua família? Outra coisa legal de ver no episódio #1 foi a relação dela com a sua amiga, Henrietta. Ainda quero entender melhor quem é essa tal amiga dela.

Screenshot_4

O começo do anime foi muito bem construído. Apresentaram um pouco do mundo de maneira natural, sem confusão. Vimos que teremos algo realista e pesado pela frente. Bem pé no chão. Me lembrou um pouco Nejimaki Alderamin, outro excelente anime. Todos que leem a light novel falaram que o episódio não foi rushado e que foi fiel ao material original, o que é uma excelente notícia. E pra melhorar ainda mais, a qualidade da animação está impecável! O CG ficou monstruoso de bom! O estúdio A-1 Pictures tá de parabéns. Vamos ver se vão manter essa consistência no decorrer do anime. Aliás, outra ótima notícia é que 86 será split-cour! A segunda metade do anime volta em outubro. Ou seja, serão mais de 20 episódios! Não posso deixar de mencionar que a incrível trilha sonora está sendo feita pelo glorioso Sawano (Shingeki no Kyojin, Owari no Seraph, Guilty Crown, Kabaneri, Nanatsu no Taizai, Aldnoah.Zero, Ao no Exorcist), que as vozes ficaram excelentes e que o character design ficou lindo!

A história de 86 parece incrível. Nos faz entender a fama da light novel. O episódio inicial foi um dos melhores episódios de estreia que eu já vi. Só digo uma coisa: boa sorte para os que forem acompanhar semanalmente. Eu acho que não vou aguentar 20 e pouco minutos por semana. Vou esperar sair tudo pra ver depois.

86_anime_1-1

Nota: 09/10

Onde encontrar: Crunchyroll


Hige wo Soru. Soshite Joshikousei wo Hirou.

hj7MDNg

Meu Deus, mas que surpresa agradável!! Será que finalmente teremos um anime de romance/drama maduro e de boa qualidade novamente? Poxa, é tão difícil de aparecer um. Pelos dois primeiros episódios, eu fiquei com a sensação de que, sim, esse será o caso.

A história me pareceu ser muito bem escrita. Tem um ótimo ritmo, uma ótima ambientação. E os personagens são bastante interessantes. As relações que vimos nesses dois primeiros episódios foram genuínas, verdadeiras. Nada artificial. E isso é algo que faz toda a diferença em histórias de romance e drama. O Yoshida é um ótimo protagonista. E o legal é que ele não precisou ser um personagem brincalhão, diferente ou chamativo. Ele é muito bom do jeito que é. Talvez por ser uma pessoa boa e de fácil identificação, faça com que ele seja tão bem aceito por todos nós. A Sayu é uma personagem legal. Ela é interessante, parecer ser uma pessoa de bom coração e que consegue nos deixar interessados pelo seu passado e pelos motivos que a levaram a chegar até aquele ponto. A coitada teve que trocar o corpo pra ter onde passar a noite durante algumas vezes. O que é bizarro, revoltante e triste. O que diabos aconteceu com ela? Qual a relação dela com a sua família? Será que era abusada? Obviamente que estamos falando de uma adolescente que ainda não sabe nada da vida, mas ainda assim é algo muito curioso.

NotqXGb

A relação dos dois é tão bacana e envolvente, porque ela consegue transmitir vários sentimentos ao mesmo tempo. O cara, que vivia na solidão, agora tem uma companhia, que também passava pelo mesmo. Eles conseguem nos passar momentos de uma relação de grande amizade, de uma relação de irmãos e de uma relação amorosa. Nunca sabemos no que vai dar e isso é muito legal. Ambos se respeitam muito, brincam entre si e querem o bem um do outro. Tudo isso em apenas pouco tempo. É muito bacana quando conhecemos alguém nas nossas vidas que, em pouco tempo, sentimos como se já fôssemos próximos há anos. É como se os dois fossem feitos um para o outro.

i-shaved-then-i-brought-a-high-school-girl-home-episode-2-english-subbed

Além de tudo isso, é uma história sem apelação alguma. Sem forçação de barra ou de ecchi gratuito. É tudo realista e pé no chão. O próprio Yoshida ainda sabe muito pouco da vida. Ele só tem 26 anos. Recém começou sua fase adulta de verdade. Temos também os personagens secundários. Eles são todos bem interessantes, divertidos e com capacidade de influenciar a história e o protagonista. Vejo esse anime, Higehiro, com grande potencial de crescimento. Por enquanto estamos com dois cenários, o da casa do Yoshida e da firma que ele trabalha. Em algum momento é possível que a Sayu volte a estudar e frequentar a escola. Ou seja, a história pode avançar pra várias situações interessantes.

9VBlAMaZhQjr7jUnLFTck3yyPWy

Ver o crescimento e amadurecimento dos dois vai ser bem bacana, ainda mais com uma história parecendo ser muito bem escrita. Eu gostei demais! Mas o que você faria se estivesse no lugar do Yoshida? O mundo é cheio de gente podre. Situações como a da Sayu realmente acontecem no Japão.

Que venham mais episódios!!

maxresdefault (2)

Nota: 09/10

Onde encontrar: Crunchyroll


Fumetsu no Anata e

Fumetsu-no-Anata-e-TV-Anime-Adaptation-Announced-for-October

A jornada da vida.

Certo dia, alguém, provavelmente um Deus, jogou uma esfera no mundo. Esta esfera se transformou em uma pedra. Anos depois, se transformou em um lobo e adquiriu consciência pela primeira vez. Logo em seguida, esta esfera teve contato com o seu primeiro ser humano…

Essa foi outra grata surpresa da temporada. Já esperava por algo interessante, não apenas por vir da mesma autora de Koe no Katachi, mas porque o mangá de Fumetsu é muito bem elogiado. Temos basicamente uma jornada de descobrimentos por um ser vivo que está tendo contato pela primeira vez com a vida, com outros seres vivos, com o planeta. É uma grande jornada de autoconhecimento. Não sabemos ainda se a esfera tomará consciência ao ponto de questionar sua existência, sua origem, a vida e o Universo. Por enquanto, parece que ela está apenas herdando vontades. Eu vi lapsos de que esse ser está, sim, pendendo a começar a pensar por si próprio, mas que isso deverá acontecer de maneira gradual com o tempo.

EwfWCC9WEAML8O4

Fumetsu me lembrou bastante a obra-prima Kino no Tabi. Uma jornada pelo mundo mostrando os vários lugares e povos de uma maneira que seja uma crítica e um reflexo da nossa sociedade, do nosso planeta. O ritmo me lembrou, também, um pouco de outra obra-prima: Mushishi. Uma história densa e de conteúdo como essa que Fumetsu pretende ser vai depender muito da capacidade da autora de colocar isso no enredo. Eu estou curioso pra ver o resultado. Por enquanto está sendo muito bom. Com certeza será bastante interessante de acompanhar. Nos trará inúmeras reflexões. E acredito que boa parte dessas reflexões virão de maneira sutil e natural.

A trilha sonora e a ambientação estão impecáveis. A qualidade da animação está ótima e o character design ficou muito bom. Achei uma evolução em relação a Koe no Katachi, apesar de serem obras com estilo de arte diferentes.

Será que a autora vai ter capacidade de trazer tudo isso ao ponto de tocar as pessoas com as aventuras da pequenina esfera? Espero que sim! Vamos acompanhar a esfera-chan aprendendo sobre a vida e como ela funciona. Um ser aparentemente eterno em mundo cheio de despedidas.

tayuuas

Nota: 8,5/10

Onde encontrar: Crunchyroll


Tokyo Revengers

Tokyo-Revengers

Anime baseado em um dos novos sucessos da revista Weekly Shonen Magazine! Tokyo Revengers foi mais uma das belas surpresas da temporada. Não esperava encontrar algo tão agradável de assistir. Foi bem divertido, bem interessante.

Tokyo Revengers traz uma história que envolve viagem no tempo. É basicamente um Re:Zero escolar. A história é boa porque ela vai fazer você, e qualquer um, se identificar com ela muito facilmente. Quem aqui não tem o sonho de poder voltar no tempo assim como o Takemichi, protagonista, consegue? Tenho certeza que muitos vão se envolver facilmente com a situação do protagonista. Poder voltar pros tempos de escola, pra relacionamentos antigos, rever amigos e família, ter a chance de viver de novo uma das melhores fases de nossas vidas, porém, agora com uma cabeça mais madura e podendo fazer escolhas diferentes, escolhas que você se arrepende de não ter tomado durante aquela época até os dias de hoje.

EykFdJhVgAA3ejn

A diferença é que no caso do Takemichi ele morreu. Morreu no mesmo dia que sua antiga e única namorada, dos tempos de escola, junto de seu irmão menor. Voltando no tempo ele tem a chance de corrigir os erros da sua vida, salvar sua ex-namorada e seu irmão menor e, quem sabe, aproveitar um pouco mais da vida jovem novamente. Agora, se fazer essas mudanças trará consequências irreversíveis, não sabemos. Não sabemos ainda como funciona esse ”poder” do personagem, assim como o próprio. Vai ser curioso de se observar todos os efeitos borboletas que virão com as mudanças.

O Takemichi é um dos pontos altos de Tokyo Revengers. Um ótimo personagem, bastante carismático. Seus amigos parecem legais também. O anime tem uma ótima ambientação, um clima bem gostoso. Espero que desenvolvam melhor a relação do Takemichi com a Hinata, sua ex-namorada, porque, por enquanto, esse é um dos pontos fracos da história pra mim. Obviamente que só saiu um episódio, então é normal que não tenham explorado isso ainda. Contudo, a motivação dele de voltar pra salvar a sua ex-namorada ainda não é muito convincente e envolvente, pelo simples motivo de conhecermos quase nada da Hinata. Não nos importamos nem um pouco com ela ainda. Então, acredito que desenvolver melhor essa parte ajudará a manter Tokyo Revengers interessante. Num primeiro momento, salvar sua ex-namorada não parece ser a maior prioridade ou o grande motivo da volta no tempo pro Takemichi. Ele parecia estar mais preocupado com ele próprio e em ajeitar a sua vida. Veremos como será em diante.

Screenshot_2

Quero muito ver como explicarão sobre as viagens temporais. Como o personagem ativará a sua ”habilidade”. Os motivos de ele ter ela. Se mais alguém também consegue voltar no tempo. E se tem algum outro motivo pra tudo isso estar acontecendo.

Fora isso, espero que os períodos no passado sejam mais longos. Gostaria que explorassem mais a vida do Takemichi no seu passado e no presente. Espero que mostrem mais sobre a vida de outros personagens também. Muita gente lá tem potencial de ser interessante. Tô curioso pra ver como funcionará a dinâmica de passado e presente. Se ficará nessa ida e volta o tempo todo. Talvez o protagonista tenha que fazer investigações de certas coisas no presente, para ter mais informações quando voltar ao passado. Algo que eu acredito que possa ser desenvolvido é o fato de o Takemichi conhecer a gangue que matou a sua ex-namorada. Com certeza vamos ter muita briga de gangue e delinquentes no decorrer da história.

Tokyo-Revengers-Hinata-and-Takemichi

Algo que talvez seja mais explorado é a relação do Takemichi com o Naoto, irmão menor da Hinata. Foi bem legal ver que o Naoto acreditou na ”previsões” do Takemichi e tentou realmente mudar o presente/futuro. Ele conseguiu, mas não com 100% de sucesso que ambos queriam. A relação dos dois pode ser um dos pontos altos da série mais pra frente. É importante o Takemichi saber que existiria alguém no passado que acreditasse nele quando contasse que veio do futuro. Fora que o Naoto do presente é policial ou detetive. Ele terá muitas informações ou meios de ajudar o Takemichi a mudar o passado.

Screenshot_1

No mais, foi uma estreia bem agradável e envolvente. Teve ótimos personagens e uma história cheia de potencial. Por outro lado, mexer com viagem no tempo pode ser uma faca de dois gumes se o autor não for bom de escrita. Pode virar algo fraco e genérico. O que me faz crer que o autor conseguirá manter a qualidade da obra é o fato de o mangá já possuir 22 volumes publicados, continuar em alta desde 2017, quando estreou na Shonen Magazine, ter grandes vendas e ser elogiado até hoje. É um ótimo indício de que teremos uma história bacana pela frente. Só resta o anime entregar algo de qualidade também. Por enquanto a qualidade de animação está legal, nada incrível ou horroroso. O estúdio LIDENFILMS tem feito boas adaptações nos últimos anos. Na staff temos a dupla de diretor e roteirista que cuidaram do anime de Deadman Wonderland. Eu gosto bastante da adaptação, mas lembro que eles mudaram várias coisas da obra original. Espero que isso não aconteça em Tokyo Revengers e nem acredito que acontecerá. O diretor também cuidou da temporada mais recente de Ao no Exorcist, que ficou fiel ao mangá e muito bem feita.

Tokyo-Revengers-3

Nota: 08/10

Onde encontrar: Crunchyroll


E essa foi a parte 1 de primeiras impressões dos animes dessa temporada de abril. Espero que tenham gostado, comentem e até a parte 2!! o/

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

Um comentário em “Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2021 – Parte I

  1. Pingback: Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2021 – Parte II | Gekkou Gear

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s