Comentando – Shingeki no Koyjin #60 – Brasas Vivas

p1

“Em troca da cabeça de Erwin Smith, vão poder salvar a vida de muitos companheiros.”
O veredito foi dado.

Quase que eu não faço o comentando, o capítulo já havia sido lançado em português e nem disso sabia. Fiquei bem desligado quanto as atualizações de mangá, desculpem.

Enfim (!) os vilões começaram a serem desmascarados, e o enredo se aproxima de um fechamento de arco digno de uma comoção civil. Levi e companhia adentraram no aposento da polícia civil, mas lá não encontraram o que buscavam: informações de onde está Eren e Christa.

Numa conversa com um dos supostos líderes da força da polícia militar, ele alega que a operação soturna da Tropa de Exploração levou à morte de alguns inocentes que estavam no local. Mas o próprio Levi fala que no máximo restringiu a mobilidade dos subordinados dele e, se havia alguma pessoa inocente ali, ela também só não pôde se mover. De qualquer forma, é mais uma símbolo da temática que Shingeki põe em questão, inocência. Seja o que for, os soldados terão que sujar as mãos (como no cap. passado que foi comentado no diálogo do Armin com Jean) e derramar sangue, até mesmo de inocentes (!!) para chegar à sua meta.

p3

O policial ainda insiste que a sobrevivência deles é nula, jogando na cara o maior defeito da tropa de exploração (visto de olhos de fora), o sacrifício dos camaradas. Levi confirma essa sentença e deixa a interpretar que isso é uma questão de dever e determinação. É responsabilidade dos membros da exploração darem suas vidas pela humanidade. Não há peso maior que a vida de milhares de pessoas nas suas costas, e às vezes a morte de um serve como estopim para a liberdade de muitos.

Em paralelo, na cidade, como todos bem sabem, está havendo uma conspiração em grande escala da polícia militar e da monarquia. Até então é incerto se esses estratagemas foram planejados pelo Rei e ele está manipulando a polícia militar ou se é ao contrário. O Rei foi dar as caras somente poucos capítulos atrás, de certa forma já é de se esperar que nem ele saiba a situação, pois só agora foi aparecer. Ironias a parte, até o jornal da cidade foi afetado pelas conspirações policiais. A polícia tomou controle de Trost, resumidamente. Mas nas sombras ainda agem aliados da Tropa de Exploração, e sob esse manto dela Hanji levou o desenvolvimento do filho do presidente Reeves, Flegel Reeves, à tona. Na verdade, parece que mais uma Bandeira da Morte foi levantada.

p2

Residentes e até jornalistas que antes eram ameaçados pela polícia se juntaram a causa da tropa de exploração, agora que lhes foi revelado um resquício da verdade. Porém, Isayama parece que encontrou um padrão de suspense para a sua narrativa. Os cliffhangers começam a ser estruturados depois de um momento de alegria, redimir e contentamento, quando se imagina que tudo irá bem daqui em diante, ele nos lembra que o mundo é cruel, e o mangá tenta transpor esse realismo da vida para a ficção, matando figuras chaves sob o pretexto de segurança.

Enquanto isso, os titãs vagueiam por além das muralhas provavelmente esperando o timing certo para deixar a trama mais picante.

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

Por, Kouma

5 comentários em “Comentando – Shingeki no Koyjin #60 – Brasas Vivas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s