Comentando – Beelzebub #228/229

001

Ação!

Me dá um pouco de desgosto comentar sobre o #228. Pior capítulo desse arco, ou foi mera culpa das minhas expectativas que foram lá no alto por causa do cap. passado. Fantasiei demais, ao menos não seguiu o padrão clichezado que eu pensei que seguiria, vocês sabem, Furuichi dando encima das personagens femininas, etc. Os personagens Duran e Brenda pareceram que foram jogados ali por nenhum motivo, literalmente irrelevantes para a história, ou, de um ponto de vista positivo, podemos dizer que só serviu para mostrar que mesmo na América houve pessoas vitimizadas pela Solocom (gostei desse nome).

Desaforos a parte, como dito acima, mostrou que a “Company” pode ser maior que imaginamos, e além disso houve partes que achei meio inconsistentes, como quando o Michael fala que não se vai muitos turistas naquela região. O irônico é que na realidade a Estrada 66 é um ponto turístico famosíssimo, mas no problem, é uma ficção e precisamos seguir as leis dessa ficção, nada precisa ser espelhado à realidade, como no caso do Solomon que até se faz uma analogia à verdadeira autoria do Lemegeton (de onde sai esses demônios do mangá, e explicarei mais pra frente) que por sinal é um pouco intrigante, daria até um romance de thriller urbano fantástico.

001.5

Resumo: A gangue do Duran estava envolvida com a Solomon Company, seus membros conseguiram poderes macumbados e Duran não gostou da ideia de ficar à mercê da Solocom; saindo do grupo, leva aos eventos dessa parte. Oga vai pro QG deles mas perde e o Beel é levado por eles. Detalhe: O demônio do Corey (líder da fábrica subordinada à Solocom) é um traveco! Coitados dos taurinos…

Eu só espero que a Brenda volte a aparecer.

***

Uma coisa é certa: Uma coisa complementa a outra.

Capítulos bons não seriam bons se não existissem os ruins pra gente dizer “Esse é bom; esse é ruim.”. Ainda bem que o capítulo passado foi ruim, digo, teve um pacing mais lento em relação ao desenvolvimento da história. Esse em contra-partida, é o que chamo de ação! Pu@# mer&*! Perto desse o #228 pareceu filler em mangá, olha só…

Por que usar uma arma quande você tem FUCKING MAGIA?! Porém, é mais cool, personagens místicos que usam armas contemporâneas, que nem a Homura de Madoka.

Verdade seja dita, eu já até me esqueci dos delinquentes lá de Ishiyama, o Fuji e afins, mas como o Oga disse “Tô cagando e andando pra essa merda.”. A gente já sabe o que vai acontecer e o que pode acontecer, e eu tenho o que quero que aconteça.

Esse cara que ainda não teve o nome revelado, explica sobre o nome da companhia “Solomon” (Salomão em pt-br), que na verdade nada tem a ver com o Rei de Israel, exceto pelo fato do rei ter escravizado o demônio Beelzebub I no contexto do mangá, que é bem parecido com o objetivo da compania, que apesar de não ser muito claro, nota-se que é “caçar” os demônios. E eles são bem espertos nesse ponto pois usam do veneno para fazerem o remédio, ou seja, aparentemente criam esses demônios zodiacais para se oporem aos demônios de verdade. Ressaltando que no fundo no fundo Salomão, filho de Davi, não possui nenhuma relação com o livro da chave menor cujo inspira Beelzebub.

  • Primeiro que: Salomão não escreveu o livro, visto que data do século XVII (Wikipédia inglesa). Há até quem diga que o livro foi escrito na era medieval mas o autor em questão quis se esconder da Igreja com medo de ser condenado por ela né, já que se tratava de demônios. Chega a ser uma trollagem pois ele usou o nome de uma personagem bíblica pra “tapar o buraco” do livro. Digo trollagem porque só fodeu mais ainda com a imagem da Igreja.
  • Segundo que não é muito relevante, mas interessante pra matar a curiosidade: Os 72 demônios, ou melhor, “daemons” são por essência deuses antigos que foram “demonizados” pela Igreja com a ascensão de sua influência na idade média. Mas isso implicaria que o livro já tinha sido escrito antes do século XVII.

É, é algo bem intrigante. Pra quem ficou interessado (eu sei que vocês ficaram) recomendo a leitura desse tópico: http://viasinistrae.livreforum.com/t99-goetiaclaviculas-de-salomao-e-lemegeton

Explica em palavras melhor do que eu, e o pessoal lá é mais aderente ao ocultismo.

005

Eis que chegamos ao clímax do arco. Agora é a hora da verdade. A mãe do Beel tem uma cara de luz não é boa enquanto senta numa cadeira de rodas que emite um ar de fragilidade perante ao Oga que pode virar o prédio de ponta cabeça com sua magia Zebul. Vi pessoas dizendo que talvez seja possível que no passado o atual Maou (pai do Beel) tenha tramado uma conspiração e pôs a culpa na Iris, levando a esses eventos. Interessante a teoria, isso explica porque eles criam demônios artificiais e ela, sendo uma humana(?) quer vingar-se do marido(?) usando os poderes de sua própria raça. Tá viajei agora, mas nem vou ficar me exaltando muito, vou deixar rolar e ver no que vai dar pra não me decepcionar no próximo cap. Se bem que acho que o próximo será daqueles!

BLOG 1

Curta nossa página no Faceboook!

BLOG 2

Siga-nos no Twitter!

BLOG 3

Assine nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

Por Kouma

Um comentário em “Comentando – Beelzebub #228/229

  1. tenho quase certeza que o Duran volta a aparecer e vai acabar se juntando ao Oga e pá pra ajudar contra a companhia, ele não tem aquele ar de personagem que aparece uma vez só e vai sumir. acho que ele deve ter algum poder oculto também, ou algo do tipo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s