Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2016 – Parte II

animes-abril-2016-temporada-primeiras-impressões

Parte 2 com Re:Zero, Gyakuten Saiban, Boku no Hero Academia, Kuma Miko e Hundred!!

Depois de uns dias com problema de Internet estamos de volta com mais análises dos animes da temporada! Nessa parte 2 temos um dos meus animes mais aguardados de 2016, temos o novo sucesso da Jump, temos uma franquia de jogos muito famosa, temos uma excelente comédia e temos também uma adaptação vinda das light novels. Os comentários ficaram um pouco maiores do que o imaginado em duas estreias, mas espero que gostem. E um muito obrigado a todos que acompanharam nossas análises da parte 1 e reservaram um pouco do seu tempo deixando um comentário por lá.

Gyakuten Saiban

Screenshot_25

Foi uma boa estreia pra quem conhece a franquia de jogos. Por quê? É bem simples e todos que não conhecem os jogos deveriam saber: todo começo de jogo tem um primeiro caso que serve apenas para tutorial. É algo voltado para recém chegados nos games da série. Então, pra quem conhece os jogos, essa estreia foi muito boa, pois eles fizeram igual nos jogos. O primeiro caso foi exatamente o mesmo que servia de tutorial do primeiro jogo de Ace Attorney. Por isso que, para os que não conhecem a franquia, esse primeiro caso do primeiro episódio pareceu tão simples, pouco envolvente, emocionante e trabalhado. Foi apenas um tutorial. A verdadeira história começa no episódio #2!

O bacana nesse ep. #1 foi ver que a adaptação deverá seguir fielmente o primeiro jogo da série. Eles resumiram algumas coisinhas, mas foram coisas bem pouco relevantes, sendo assim a adaptação ficou praticamente perfeita. Entretanto, tivemos dois pontos negativos. A animação está bem fraca. A-1 Pictures não tem animadores fixos no estúdio, por isso vez ou outra seus animes saem nesse padrão baixo na qualidade de animação. Felizmente Gyakuten Saiban não precisa de tudo isso. O outro ponto negativo foi, sem dúvida, a voz do Phoenix, o protagonista. Lembrando que Phoenix é seu nome ocidental nos jogos. Enfim, a voz dele não tem NADA a ver com ele, sem falar que é diferente da dos jogos. A sorte mesmo é que o Kaji Yuki é um excelente dublador e sabe atuar, caso contrário seria impossível de aguentar. Pelo menos pra mim, fã da franquia, haha.

Assim como eu já havia falado no guia da temporada dos animes de abril, Gyakuten Saiban vai cobrir o primeiro jogo da série e a morte que eu também havia comentado já foi até mostrada no preview do final do episódio #1!! Sim, ela vai morrer T_T. Até onde eu lembre, esse caso é muito bom! Agora sim você vai quebrar a cabeça pra tentar ligar os pontos e descobrir os culpados. Não vai mais ser essa molezinha do primeiro episódio. Se preparem!

Os nomes em japonês me deixou meio perdido às vezes durante o episódio, mas até que não foi um problemão, haha.

Enfim, gostei bastante de ver uma série que eu adoro muito numa animação pra TV! Espero que o pessoal que não conhece isso de o primeiro caso ser um tutorial, não desista ou desanime em continuar acompanhando o anime. As coisas vão ficar bem intensas e vão quebrar muito a cabeça de vocês tentando ligar os pontos até os culpados, podem ter certeza!

Que venha logo, então, o primeiro grande caso de Gyakuten Saiban!! \o/

Nota: 07/10

Onde encontrar: Eternal Animes | MDAN Fansub | Crunchyroll | Hayai Sub | Shinzo Fansub

Boku no Hero Academia

boku-no-hero-academia-1-anime-4

Ótima estreia. Como já era esperado, a animação ficou acima da média, ou seja, padrão Bones de ostentação, haha. O character design tá lindo, super fiel a arte característica do Horikoshi-sensei, autor do mangá. Todo o trabalho de coloração e fotografia ficaram excelentes também. Visualmente o anime está um show à parte!

A staff foi muito feliz na adaptação que fizeram no primeiro episódio. Foram extremamente fieis ao material original, tanto que chegaram a parar apenas na metade do capítulo #1 do mangá! Aliás, tô bem curioso pra ver até onde o anime vai ir no mangá, porque daria tranquilamente pra adaptar Hero Academia em dois cours/split-cour. Pelo spoilers da opening dá pra ver claramente que chegarão até o primeiro arco de invasão na escola.

Bom, pra quem não sabe, Boku no Hero Academia é um dos novos shounen de muito sucesso da Shonen Jump, revista de One Piece, Naruto, Bleach e afins. Felizmente, dessa vez um dos seus mangás de grande sucesso está recebendo uma animação com qualidade técnica e por um estúdio acima da média. Geralmente a gente é obrigado a sofrer um pouco ao ver eles caindo nas mãos da Pierrot ou Toei da vida, haha. Por conta disso, a expectativa é enorme para o anime de Hero Academia. Eu torço muito para que faça sucesso e reflita em boas vendas no material original, o que acredito que facilmente vai ocorrer.

Como deu pra ver no episódio, a onda de super poderes surgiu ao natural, como se fizesse parte da evolução humana. É uma forma bem inteligente de acrescer isso a um enredo, ainda mais na época em que se passa Boku no Hero, que é num futuro não muito distante. Com o boom dos seres humanos com poderes, o governo achou uma forma de controlar as coisas, criando a profissão de super herói. Normal, governos gostam de controlar TUDO, hahaha. Mas nesse caso foi uma boa solução mesmo. E vale ressaltar que isso é uma lei mundial, que não se restringe apenas ao Japão. E, seguindo com esse enredo de evolução humana, obviamente existiria uma pequena parcela da população que não teria qualquer tipo de poder. Isso é algo extremamente razoável e que faz muito sentido. Felizmente o autor não fugiu disso no enredo. O coitado do Midoriya é um deles. Tudo muda quando ele se encontra com o All Might. E é a partir daí que se segue a história.

boku-no-academia-op

Eu acho Hero Academia bem legal, mas não morro de amores, não. Tem muita coisa melhor por aí. Como falei no guia da temporada, Hero Academia é um ótimo shounen de Jump. Não tô querendo dizer que isso seja algo ruim ou limitador, okay? Tem que falar, porque senão o pessoal interpreta errado. Ser um shounen de Jump é algo em relação as características de personagens e história, que você já consegue ter uma ideia da fórmula e de como as coisas são. Exceder esses limites depende apenas do autor. Os que conseguem isso, geralmente são aquelas obras que se tornaram memoráveis no mundo inteiro.

O anime tem tudo pra ser um sucesso e espalhar a obra em muitos países. No episódio #2 deverão fechar o capítulo #1 do mangá e revelar alguns segredos do All Might, bem como mudar em definitivo o destino do Midoriya. Eu acho o começo do mangá meio fraquinho, mas depois ele fica bom.

Esse tema de super-heróis é muito bacana e cheio de possibilidades para se criar. Pode ser algo fácil aparentemente, mas tenho certeza que é difícil conduzir uma história naquele cenário. Até então parece que o autor tá indo muito bem devido ao sucesso da obra no Japão. O tema super-herói pega facilmente qualquer pessoa, não importando a idade. Todos nós já sonhamos em sermos super-heróis, muitos ainda sonham com isso e por aí vai, então acredito que isso poderá ser algo bom para a popularização do anime e, consequentemente, do mangá. Um componente emocional e de fácil identificação por pessoas de qualquer idade ou sexo. Mas não sei até que ponto poderá mesmo ajudar ou pesar a favor, porque o que acabarão levando em conta mesmo será a qualidade da história e dos personagens. O que eu realmente sei é que é apenas questão de tempo até anunciarem o mangá no Brasil. E isso não é especulação, mas sim informação.

Nota: 08/10

Onde encontrar: Aenianos Fansub | MDAN Fansub | Hayai Sub | Levantine Fansub

Re:Zero kara Hajimeru Isekai Seikatsu

re-zero-anime-1-image-45

OMG!! 100SACIONAL!!!! Amei a estreia! Ultrapassou as minhas expectativas!! Vocês já sabiam do meu hype e que Re:Zero era um dos meus animes mais aguardados pra 2016 desde o Mega Guia que fiz ano passado aqui no GG, mas tenho que dizer que as coisas acabaram sendo bem melhores do que eu imaginava. Eles foram extremamente fieis a obra original. O character design tá lindo. A animação ficou deslumbrante. A direção do episódio ficou maravilhosa. A coloração e a fotografia foram um show à parte! E a dublagem ficou ótima! Tudo ficou incrível! São nessas horas que a gente vê como faz diferença no produto final ver uma staff extremamente competente e um investimento financeiro pesado no projeto. E como é lindo saber que realmente investiram pesado no anime de Re:Zero! White Fox voltando a mostrar toda aquela qualidade que a gente tinha visto com Steins;Gate. WF é um estúdio que, se tem investimento, consegue fazer grandes e memoráveis produções. Pra completar a alegria, o episódio, não apenas super fiel, também nos mostrou que não deveremos ter censura no anime! Oh, yeah!!

re-zero-anime-1-image-20d

Enfim, surtos à parte, esse episódio de estreia – de 1 HORA DE DURAÇÃO – ficou sensacional. A direção foi extremamente feliz na condução do episódio. Aconteceu tanta coisa! Não teve um momento sequer em que a boa direção não nos deixava inquietos com os acontecimentos do episódio. Sejam por momentos de angústia, sejam por momentos bonitos e envolventes ou seja pela nossa babação de arco-íris ao ver aquele trabalho de fotografia maravilhoso. E o mais incrível é que tudo no episódio se desenrolou de maneira surpreendentemente natural! Não teve nada de correria ou situações artificiais!

Os personagens são maravilhosos, esbanjam carisma e empatia por serem, agirem e terem atitudes realistas e naturais, sem qualquer tipo de forçação. Assim como o próprio mundo de Re:Zero, que já é muito convidativo ao natural, mas que consegue nos conquistar logo de cara por não abusar, por não forçar alguma situação ou tentar ser maior que os personagens e enredo em si. Com certeza você já viu inúmeras obras parecidas de enredo e personagens como a de Re:Zero, mas o grande diferencial da obra é que seus personagens e enredo não se prendem ou se limitam a estereótipos e clichês. Eles trabalham em volta disso e agregam essas características para engrandecer a obra.

re-zero-anime-1-image-24

Bom, já deu pra ver que a estreia de Re:Zero foi 100sacional, mas agora dá pra comentar sobre os acontecimentos desse episódio de estreia. Acredito que muita gente gostaria de parar num mundo daqueles. Algo até como um sonho pra muitos. Mas será que um lugar desses seria bom mesmo? A gente tá cansado de saber que as aparências enganam e, infelizmente, a cidade no qual Subaru foi parar e conheceu amigos preciosos é assim também. É um mundo de fantasia completamente diferente do nosso e em meio a tantas desigualdades de raças, ideologias, verdades e etc, obviamente que existiriam muitos mais problemas a se enfrentar socialmente do que nós mesmos já enfrentamos nos dias de hoje. É algo semelhante a Idade Média, lembrando a tirania e violência de mundos como o do Senhor dos Anéis ou até mesmo do anime/LN Gate JSDF. Lá é tudo muito difícil e normalmente os mais fortes reprimem demais os mais fracos. Praticamente não existe justiça, apenas corrupção e gente ruim. Em meio a tudo isso que nosso protagonista teve de ir parar. O episódio inicial já nos joga logo de cara isso, sobre as desigualdades sociais, preconceito e demais problemas relacionados aos poderes e diferentes raças.

re-zero-anime-1-image-30

A relação do Subaru com a Emilia é muito bonita. Podem esperar por um belo desenvolvimento. Não será algo bobinho, artificial ou raso. Muito pelo contrário. O humor da obra é excelente também. Além de não ser um humor infantil, também trabalha muito bem com o sarcasmo. Enfim, deu pra ver que a Emilia sofre preconceito ou um certo tipo de resistência por ser meio Elfa. Pelo menos foi o que a reação dela deu a entender. Sem falar que ela mentiu o seu nome pro Subaru, dando um nome que aparentemente é de uma bruxa que todos odeiam, igual foi a reação das pessoas e da própria Emilia ao final do episódio quando ele gritou pra ela com esse tal nome.

Tudo nesse começo girou em torno do brasão que roubaram da Emilia. A ladra em questão foi a loirinha Felt, outra personagem importante da história. Foi através desse acontecimento que Subaru conheceu a Emilia pela primeira vez, que levou os dois à morte, que levou Subaru a conhecer a Felt, o Pack (espírito amigo da Emilia) e o Rom (gigante amigo da Felt) e que levou Subaru a conhecer seu poder. Demorou pra ele entender que as coisas tinham voltado pro começo daquele mesmo dia. Infelizmente Subaru acabou morrendo novamente, mas pelo menos ajudou a entender melhor a situação e quem havia lhe assassinado antes com a Emilia. Aquela bruxa filha da puta e sádica, aparentemente já iria matar a Felt e o Rom, mas na segunda vez que as coisas aconteceram algo chamou a atenção. Quando o Subaru falou que ia devolver o pingente pra Emilia, a bruxa falou que então ele era ”um daqueles”, ou algo do tipo. O que será que isso significa?! Foi por causa disso que começou o banho de sangue na segunda vez. E mais, pra quem será que aquela bruxa trabalha? Qual será o objetivo de tudo nisso? Ainda mais por envolver o pingente da Emilia. Aliás, um pingente que pode dar a entender de que ela faz parte de uma família nobre ou coisa do tipo. Sem falar que parece ser bem raro qualquer pessoa poder ter um contrato ou ser amigo de um espírito, assim como ela é do Pack. Essa segunda tentativa ainda nos mostrou outra coisa durante o combate da Felt com a bruxa. Parece que a Felt tem uma habilidade natural, algo como pouquíssimos no mundo conseguem nascer com. Ao menos foi o que a bruxa deu a entender quando percebeu a habilidade dela.

re-zero-anime-1-image-58

Tô bem curioso pra ver como o Subaru vai sair dessa situação. Até porque ele começou com o pé esquerdo quando viu a Emilia depois da última vez que usou o seu poder, haha. Será que o Pack se lembra das coisas? Como será que ele vai avisar do seu poder pros outros? Será que o celular conseguiria gravar o que aconteceu, mesmo não fazendo muito sentido? Bom, vocês verão o que vai acontecer. Eu não vou spoilar, huhuhu. Mas outra coisa bastante intrigante é quanto aos ”checkpoints” do Subaru ao usar o seu poder. Será que ele vai conseguir controlar quando voltar ou pelo menos saber pra quando vai voltar, caso ele morra? Ou será que volta ao natural até o limite pra ele ter a possibilidade de alterar as coisas?

O poder pode parecer conveniente. Pode parecer algo ótimo, tendo em vista que daria outra chance de salvar aqueles que ele ama. Mas algo assim é uma bela faca de dois gumes. Com o passar do tempo, conhecendo as crueldades daquela sua nova realidade e de nunca conseguir salvar aqueles que ele ama, Subaru começa a perder sua sanidade. Ele praticamente enlouquece. E isso é trabalhado e explorado de maneira muito boa na obra. Algo bem sério e dramático que te deixa doidinho enquanto lê, haha. Tem vezes que ele consegue evitar uma situação, mas ela acaba resultando em algo fatal ou pior para outra pessoa e por aí vai esse infinito efeito borboleta que parece não ter solução. Falando em efeito borboleta, já me dói aqui imaginar que o Subaru acabe tentando mudar as coisas a ponto de não conhecer a Emilia e os seus demais amigos na tentativa de evitar tanto sofrimento.

re-zero-anime-1-image-43

O autor é um filho da puta açougueiro, sério. Se preparem pra bastante desespero e sofrimento! É uma história pesada, com bastante violência daquela dura realidade, mas que também tem seus momentos bem bonitos e cativantes. Acredito que isso ajude a agradar o pessoal que curte mais essa parte de romance/drama com aqueles que curtem algo mais dark e gore. Re:Zero é frequentemente comparado a Steins;Gate e All You Need is Kill. Steins;Gate pelo loop quase infinito do Okabe tentando salvar fracassadamente a Mayuri. E com All You Need is Kill tirando as partes sci-fi e de mecha da história. Ah, pra terem ideia de quão violenta as coisas podem acabar sendo em Re:Zero, vou colocar abaixo algumas situações que tem na história…

Tem um momento em que a Emilia e o Subaru são capturados por bruxas e ambos acabam sendo ”só” esfolados vivos! Elas depois crucificam Subaru numa grande cruz e ele vê a sua amada Emilia naquele estado se arrastando até ele para tentar soltá-lo. Pois é, bem pesado, né, haha. Tem muita coisa característica de uma sociedade como aquela, tem estupros, assassinatos, torturas, mutilação e tudo mais que você possa imaginar. Já pensaram isso na cabeça de um jovem como o Subaru? Ele tem que reviver e passar por tudo isso milhares de vezes… É realmente impossível acabar não enlouquecendo. Mas não pensem que o Subaru é um idiota qualquer quando tenta evitar esses tais acontecimentos. Ele pensa em vários planos e estratégias muito interessantes e isso é outro ponto positivo da obra. Tem até um capítulo em que essas mesmas vadias dessas bruxas decapitam todas as crianças de um vilarejo e entre elas tem a irmã de um dos personagens… Nossa, foi bem tenso essa parte. O autor gosta de fazer os seus personagens sofrer, haha.

re-zero-anime-1-image-41

Pois é, deu pra perceber que eu sou meio que fanboy de Re:Zero, haha, e por conta disso estava muito exigente com o anime. Felizmente tudo saiu perfeitamente e superou as minhas expectativas. Serão 25 episódios lotados de fortes emoções, momentos angustiantes, cenas muito bonitas e também de muito sangue! Vão assistir Re:Zero!!

Nota: 10/10

Onde encontrar: Eternal Animes & Valar Fansub | MDAN Fansub | Tadaima Fansub | Crunchyroll

Kuma Miko

kuma-miko-anime-1-image-47

Um dos animes de comédia mais divertidos e aguardados da temporada. Gostei bastante de Kuma Miko! Foi uma estreia agradável e bem engraçada. A animação ficou muito boa, o character design lindo e a dublagem excelente.

O humor em Kuma Miko é muito bom. É um humor que não se prende a faixas etárias quando quer. No episódio inicial já dá pra ver isso claramente. Ficou sensacional a reação daquelas três crianças enquanto o Yoshio, primo da Machi (protagonista), ia contando a história verdadeira da vila deles. Simplesmente perfeito, hahaha!

O mangá é muiiito divertido e engraçado. A Machi e o Natsu (urso) são personagens incrivelmente carismáticos e fáceis de se apegar. Pode parecer estranho ou infantil ler que tem um ”urso falante”, mas não se enganem com isso. É coisa pura de folclore japonês, não algo direcionado ao público infantil. A história não é muito complexa ou cheia de reviravoltas, é mais uma comédia bastante divertida mesmo. Tenho certeza que todo mundo que pegar pra ler o mangá ou pra assistir o anime vai acabar adorando.

Além das zoeiras e da amizade entre a Machi e o Natsu, que é muito bonitinha e divertida, podem esperar por personagens secundários super carismáticos e divertidos também. Ah, e ficou simplesmente 100sacional a ending do anime!! Enfim, recomendo bastante que deem uma conferida em Kuma Miko.

Nota: 08/10

Onde encontrar: MDAN Fansub | The Motion Picture | Kiyoteru Fansub

Hundred

hundred-1-anime-20

E aqui temos… exatamente mais do mesmo. Originalidade zero. Isso nem chegaria a ser um ponto negativo, caso a obra tivesse bons personagens, uma trama interessante, carisma e etc, mas é bem o contrário. Esse episódio inicial mostrou muita pouca coisa, explicou rapidamente o mundo, o enredo simples e um pouco dos personagens. Nada, com exceção do flashback do começo, foi empolgante ou animador.

Aparentemente o protagonista é over power por algum motivo. Me ficou a impressão de que ele tem um poder misterioso à parte. Algo relacionado aos monstros da história. Novamente temos um colégio cheio de adolescentes que lutam pra salvar o mundo enquanto os adultos ficam fazendo algo aleatório que dificilmente entra na nossa cabeça, mas tudo bem, é um desculpa de roteiro que dá pra relevar em certas proporções. O grande diferencial é que a escola é como um porta aviões enorme e que fica no meio do oceano, hahaha! Enfim, além disso, temos também uma idolatração na figura de presidente do conselho estudantil – o problema é que é em níveis exagerados e nojentos -, temos armas pouco criativas e que não me agradaram e, claro, uma arena enorme sempre super lotada pra combates. Pra piorar, obviamente que teríamos o protagonista lutando contra a mais forte na arena logo no começo. Pra piorar mais ainda, a garota que ele protegeu quando mais novo é sua colega de quarto e engana a todos se passando por homem… pois é…

Bem, Hundred é apenas mais do mesmo. Tem tudo pra ser só mais uma obra genérica desse meio e logo acaba sendo esquecida, infelizmente. Mas ainda existe salvação e potencial pra sair da mesmice como os recentes Asterisk e Rakudai, por exemplo. Vai depender de como trabalharão o enredo e os personagens nos próximos 2 ou 3 episódios. A única coisa que me chamou atenção mesmo foi a qualidade de animação. Pois é, em Hundred conseguiu ficar acima das porcarias que a maioria das séries semelhantes possuem quando adaptadas em anime. De qualquer forma, pode ser uma boa pedida pra quem curte obras do gênero.

Nota: 5,5/10

Onde encontrar: Tadaima Fansub | Crunchyroll

Concluímos aqui a parte 2 do Primeiras Impressões da temporada de spring/2016. As partes seguintes não vão demorar pra sair. Ah, nós pretendemos pegar uns 5 ou 6 animes pra comentar semanalmente no nosso canal no YouTube. Vai ser tipo um bate-papo ao vivo em que vocês vão poder acompanhar e ir comentando no chat ao mesmo tempo. O que acham? Mas, e aí, o que estão achando da temporada de abril? Eu tô igual o Midoriya aqui em baixo, haha!

tumblr_o51z6bKcfX1qimk8ao2_540

Espero que tenham gostado, que tenha sido útil pra vocês e não deixem e comentar! o/

Menu – Primeiras Impressões Abril/2016:

Parte I

Parte III

Parte IV

Parte V

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

10 comentários em “Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2016 – Parte II

  1. BHA me pareceu interessante, nao li o manga ainda, mas resolvi assistir pela popularidade dele e tals… RE:Zero me assustou, de uma cena linda e comovente, vem toda aquela cena sem censura *o*.. e gostei do spoiler do garoto(a) do hundred, me preocupei achando q era “ele” realmente. #venhaparteIII

    Curtido por 1 pessoa

    • Re:Zero é doidão mesmo. Se é realmente uma garota ou não em Hundred eu não tenho como afirmar, mas acho que ficou bem claro, hahaha. Se for ”cilada, bino!” só me resta ter pena do protagonista!

      Curtir

  2. Fora o Hundred, todos OTIMOS! xD Estúdios mandando bem x)
    Seria legal se vc volta-se a fazer as reviews da TOC e tbm das vendas de Bluray e Mangás kkkkk dos Blu-rays não precisava ser todos, mas ao menos os relevantes xD

    Curtido por 1 pessoa

  3. Detestei phoenix wright o anime ruim a animação é ruim, a comedia é ruim(basicamente detestei tudo).
    Acho injusto comparar asterisk com rakudai, rakudai é muito melhor. Utiliza os clichês de maneira correta e quebra outro. Fora os combates que são empolgantes, difernete de asterisk que apesar da boa animação não empolga nos combates.
    Re:zero de longe a melhor estreia da temporada.

    Curtido por 1 pessoa

    • Os tutoriais são bem fracos mesmo. Como falei, dá uma olhada no próximo caso e vê se continua ou não. Não da pra julgar a obra pelo episódio 1, que adaptou um tutorial do jogo, haha.

      Na minha humilde e modesta opinião, existem inúmeros pontos que permitem uma comparação entre Asterisk e Rakudai. Uma ser melhor que a outra não anula a possibilidade de comparação entre seja quais obras forem.

      Re:Zero fez bonito mesmo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s