Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2016 – Parte I

animes-abril-2016-temporada-primeiras-impressões

Parte 1 com Mayoiga, Ushio to Tora, Terra Formars Revenge, Uchuu Patrol Luluco, Gakusen Toshi Asterisk e Endride!!

E aqui estamos nós de volta com os posts de primeiras impressões dos animes das temporadas! Na season de janeiro não fizemos nenhuma análise de começo de temporada porque eu estava viajando, haha. Enfim, começamos bem 2016 e essa temporada promete. Muitas atrações estão por vir e nessa parte 1 estaremos analisando o começo de seis animes. Acredito que, ao todo, os posts de primeiras impressões cheguem a, pelo menos, quatro ou cinco partes. Vamos lá, então!

Mayoiga

mayoiga-anime-1-image-15

Ótima estreia, correspondeu as minhas expectativas. Suspense muito bom, gostei da direção, character design muito bonito e a qualidade de animação ficou ótima, nem parece Diomedea. Somado a isso, temos um roteiro bem interessante e com grande potencial.

O episódio de estreia nos apresentou vários personagens, acho que mais de 20 até. Apesar disso, tivemos alguns interessantes. Achei o protagonista meio bananinha, mas ele não é burro. O amigo dele é o melhor personagem até agora. A heroína parece meio bobinha, enquanto a amiga da heroína, aquela que anda com um capuz, é meio estereotipada, mas pode se tornar uma personagem interessante. O bacana desse quarteto que aparentemente terá um destaque maior na história, é que três deles (protagonista, seu amigo e a garota do capuz) são bem pé no chão e realistas. É bem normal e razoável que em meio a tantos personagens que embarcaram naquele ônibus com o objetivo de recomeçar a vida teriam muitos com personalidades mais frágeis, pessoas deslumbradas e até um pouco doidinhos. Por isso é sempre bom ter aqueles mais centrados e com o pé no chão quanto a toda a situação. Foi bem interessante o contraponto que fizeram, demonstrado claramente através do personagem do motorista. Em meio a muitas pessoas sensíveis psicologicamente e deslumbradas, tinha aquele que, assim como nós, telespectadores, via a situação de fora. Logo de cara ele fez o embate, jogou a dura realidade na cara das pessoas e trouxe esse debate que deve continuar a aparecer entre os personagens com os outros e si próprios durante a obra.

O enredo em si, assim como os ideais das pessoas, representam bem o que muitos de nós aqui na vida real gostaríamos de fazer: recomeçar. E mostra também o que muitas pessoas fazem quando confrontadas com essas situações durante a vida: fogem. Muitos reclamam bastante, sendo que ainda são muito novos e possuem chances de mudar as suas vidas. Acontece que a realidade e a vida são duras mesmo. Não é fácil lidar com isso e muitas vezes dependemos de sorte ou azar. Não tem problema nenhum se sentir triste em algum momento ou outro, mesmo se tenhamos dinheiro ou uma vida tranquila. Nós somos seres humanos, afinal. E esse já é um motivo perfeitamente aceitável.

Esse debate interessante e reflexivo foi apresentado bem claramente nesse primeiro episódio, pegando pessoas de várias idades, o que foi bem bacana.

Tudo foi muito misterioso e cheio de suspense. O enredo pode transformar esse anime em algo sensacional, mas também possui um caminha bem fácil pra se perder e virar algo fraco ou com dramas exagerados e pouco profundos. O fato de termos muitos personagens pode vir a se tornar um problema, mas acredito que se explorarem apenas alguns deles mais a sério, as coisas podem facilitar para um bom cenário no geral.

Tivemos alguns momentos curiosos e que foram jogados para serem explorados mais a frente. Um desses momento foi quando o protagonista adormeceu na viagem e teve aquele sonho. Acredito que ele quase morreu quando era criança e por isso seus pais aparentam ser super protetores, algo que lhe incomoda a ponto de fazer ele tomar essa atitude de embarcar no ônibus para o vilarejo misterioso e utópico. Aliás, isso sobre ninguém saber a localização do vilarejo é bem estranho. Não tem como existir um lugar famoso como esse sem que a polícia ou demais autoridades saibam da sua localização. Com certeza aí tem coisa. Todo aquele papo do guia, principalmente envolvendo recomeço e até suicídio, é bem suspeito e pode tornar as coisas bem ruins pro lado do pessoal que foi pra lá. Eles vão simplesmente desaparecer, ou seja, as famílias avisarão a polícia, que por sua vez vai organizar algo que pode até mesmo se tornar em uma comoção nacional na busca pelos desaparecidos. Vamos ver se trarão isso pra história.

Temos ainda a tal vila que vai aparecer no próximo episódio e a personagem que aparenta conhecer muito bem o lugar. Esse vilarejo pode ser algo idealista como recomeçar a vida, pode ser algo desumano como utilizar aquelas pessoas para experiências sociais ou físicas, ou pode até mesmo ser que eles morreram e estão usando aquilo de recomeçar, se livrar das suas angústias, medos, pecados, etc, ”embarcando num ônibus” para um local que permite uma coisa tão surreal dessas. Poderia tranquilamente soar como uma metáfora para as suas mortes. Não podemos deixar de cogitar também que algum ou alguns dos que foram para lá tenham intenções diferentes das idealizadas pelo projeto e pela maioria das pessoas. E isso pode se voltar para algo ruim pra eles. Veremos…

Temos algo de grande potencial por aqui. É um enredo extremamente interessante, ao mesmo que bastante perigoso, pois pode-se perder facilmente nele. Mais no sentido de se desperdiçar algo que pode se tornar muito bom. Vai depender muito do diretor e da roteirista. Tô curioso pra ver o trabalha da querida Mari Okada. Eu, pessoalmente, acho que a Okadinha é muito melhor em animes realistas assim. Nesse tipo de cenário que ela consegue expor todo o seu potencial e competência, igual foi com AnoHana e True Tears, por exemplo. Bom, espero que dessa vez ela acerte a mão. Fazer algo grandioso com apenas 12 episódios é um desafio e tanto, mas não impossível ou algo tão complicado assim. A própria Okada já conseguiu fazer isso mais de uma vez. Enfim, veremos o que sairá disso. Só sei que eu me empolguei muito e gostei demais dessa estreia.

E aí, você embarcaria no ônibus?

Nota: 8,5/10

Onde encontrar: Eternal Animes & Aenianos Fansub | Crunchyroll

Terra Formars Revenge

Screenshot_32

Essa estreia eu gostei e também não gostei de assistir. Teve coisas boas e coisas ruins. Bom, como já falei aqui em outros momentos, a S1 de Terra foi bem frustrante. Ela começou bem, teve uns momentos bacanas e envolventes, mas se perdeu legal do meio pro fim. Tinha um diretor muito bom, mas que não era nem um pouco adequado para um shounen de porrada. Pois bem, nessa S2 corrigiram isso, tanto até que trocaram praticamente toda a staff.

O que eu gostei nesse episódio de estreia foi o fato de saber o que rolou com todo mundo depois daquele final da S1. Eu tava bastante curioso e por isso gostei especialmente disso nessa volta do anime. Gostei também de terem dado uns pitacos na relação do Akari com a Michel. Não digo nem por questões de shipps, haha, mas sim porque eles tem um desenvolvimento bacana pela frente e que contribui bastante pra história como um todo.

Olha, eu já esperava por momentos shounen. Isto é, muitas lutas meio que sem lógica, mais na base da pancadaria, gritos e suor. Beleza, isso é normal porque faz parte da obra claramente desde o começo. Mas o que realmente eu não gostei foi de boa parte da direção do episódio. Teve momentos demais pra fanservice desnecessários, teve cenas que tiveram um desenvolvimento ruim quanto a parte dramática, de tensão e condução das mesmas. Muita coisa acabou parecendo superficial demais. Teve momentos de refúgio cômico muito mal feitos, fora de hora e sem graça alguma. Não dá pra saber se isso (característica) é mesmo dos personagens em questão ou se tem no mangá, porque eu não cheguei nessa parte ainda até onde já li. Mas independente disso, realmente não curti.

Enfim, além desses momentos completamente fora de hora e anti-clima, ainda tivemos muita trilha sonora sem sentido pra piorar mais a situação. Músicas de paz e alegria em meio a uma situação ou realidade completamente diferente. Dá pra encaixar sons assim tranquilamente em histórias do gênero, o problema é que foi muito mal feito o timing e as cenas em questão. Foram momentos completamente fora do clima e realidade em que os personagens se encontravam. Basicamente pareciam mais pessoas felizes viajando e cheias de esperança, quando na verdade é tudo exatamente o contrário. E não ”apenas” o contrário, mas sim extremamente o contrário! Esperava por um clima mais tenso, melancólico, algo mais dark por parte do diretor nesse episódio. Poxa, morreu vários ali na frente e simplesmente foda-se, vamos todos sentar e fazer um piquenique! Ou, em meio aquilo, parar pra pensar de maneira erótica nas garotas indo tomar banho, igual um personagem lá fez. Não, simplesmente não. Isso quebrou completamente a condução do episódio, o real clima e a verdadeira situação e realidade dos personagens no momento. Como falei, talvez isso, de fato, esteja igualzinho no mangá. E se realmente estiver, meu Deus, ficou muito ruim.

Por conta disso acabou sendo mais decepcionante e um pouco frustrante o episódio. Ao menos fiquei feliz em rever os personagens e o que havia acontecido ao final da S1. E outra coisa que eu não curti foi a mudança no character design. O anterior era muito melhor, apesar de esse ter ficado razoável. Por hora, essa mudança de direção não melhorou em nada. Fiquei com medo da condução dessa segunda temporada, no entanto ainda é preciso ver mais um ou outro episódio pra ter uma ideia melhor sobre o que o diretor quer fazer, de qual cara ele dará pro anime. Espero que seja algo bem próximo da obra original, tanto em relação aos acontecimentos quanto ao clima do mangá de Terra Formars.

Nota: 06/10

Onde encontrar: Hacchi Fansub | Crunchyroll

Ushio to Tora 2

Screenshot_124

Aeeee, Ushio to Tora de volta!!! Um dos melhores shounens já criados, sem dúvida nenhuma. Gostei demais do episódio. Esse último cour que vai cobrir o mangá até o fim começou com tudo! O Hakumen no Mono finalmente começou a contra-atacar pesado. Não só apagou as memórias de todos sobre o Ushio, com exceção do Tora, como também deu claros sinais de que está pra despertar de vez. Essa jogada foi excelente, acabou com a aliança que seria feita entre humanos e monstros, assim como deu um fim naquilo que é a sua maior fraqueza, o sentimento de esperança de todos. Digo isso porque foi revelado que a fonte de poder do Hakumen é o sentimento de medo que todos tem por ele. Quanto mais medo, mais forte o Hakumen no Mono fica. Sem falar que trouxe ainda mais gás pra essa reta final da obra.

Foi bem interessante a condução do episódio. A direção foi ótima e soube explorar e aproveitar bem os momentos dramáticos criados com esse novo fato. A todo o momento desses 24 minutos do ep. 01 nos deixaram apreensivos e empolgados. Doeu um pouco o kokoro aqui ver a Mayuko abrindo o coração pra Asako sobre amar o Ushio e sempre chorar em casa por não tentar correr atrás dele por causa da sua amada amiga. Gosto muito das duas, não queria ver elas passando por isso. Pra piorar, os monstros que iriam ajudar ainda capturaram as duas com o objetivo de sacrificar a Mayuko pra criar uma nova Lança da Besta, já que o monstro do espelho enxergou no futuro que a lança seria destruída na batalha contra o Hakumen no Mono. E, sim, o que já imaginávamos foi confirmado. A Mayuko é descendente da Jiemei! Tenso!!

Muito bonita e dramática aquela cena no começo do Ushio e da Asako juntos entre as sakuras (cerejeiras). Eles vivem brigando porque se gostam, mas além de já estarem indo pro fim do colégio, o Ushio ainda se deu conta de que pode não ter mais um ano pra poder passar com ela e todo mundo, afinal a batalha contra o Hakumen está bem próxima e nada garante que ele voltará com vida, mesmo se conseguir vencer o demônio.

Episódio de estreia maravilhoso e muito bem dirigido. Infelizmente tá acabaaandooo, gente!!! T_T

Nota: 09/10

Onde encontrar: MDAN Fansub | Crunchyroll | Vision Fansub

Uchuu Patrol Luluco

Screenshot_65

MEU.DEUS. SENSACIONAL.

JDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODK
WQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDW
IAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2
1JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJD
IDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAID
SAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSA
DJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW8
DWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPO
DKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJ
DWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJDSAOIDJUIJD89
381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDSOIJDSAOIDJASOIDSJAIDOSAJDSIOAJ
AOIDJUIJD89U2381JEIOWQJIOJDWIAOQDJOQWPODKWQPODJQW89IDWJDWIOSJASUDJDJSHDISD
DJISAOJSAIOJSAIOSAJDSAIODJSAIODJSADOISAJDOIQJSD982ESDJ829EDHWQUIHNASHNAIUWDH

IMAISHI HIROYUKI. TRIGGER. EU AMO VOCÊS.

VÃO ASSISTIR LULUCO!!!!!!!!!!!!!

Nota: 10/10

Onde encontrar: Crunchyroll | Kyoto Fansub

Gakusen Toshi Asterisk 2

Screenshot_147

Oba, mais dos animes que estão voltando nessa temporada linda de abril! Asterisk foi uma bela surpresa da season de outubro do ano passado e foi um anime bem bacana de acompanhar. Geralmente obras nesse estilo são uma bela porcaria ou algo super genérico, mas Asterisk consegue se sobressair nisso, felizmente.

Essa volta foi com um bom episódio. Conhecemos um pouco mais sobre outra escola, principalmente a presidente do conselho estudantil de lá e com quem o Ayato e Julis vão ter que lidar. Tudo isso porque a batalha deles para uma vaga na próxima fase foi contra dois discípulos da tal presidente e também porque, caso avançassem, enfrentariam outros dois discípulos dela. A batalha contra os dois carinhas foi legal, teve uma certa dose de estratégia, o que sempre é bem-vindo. No entanto, agora ficou confirmado da fraqueza do Ayato para todo mundo. Os dois novos oponentes são aqueles típicos personagens maldosos e nojentos devido a sua personalidade arrogante por conta do poder que possuem. Vai ser uma luta bem interessante contra os gêmeos, mas acredito que vencerão.

Novamente a Julis tocou no assunto da irmã do Ayato e sobre o que ele pediria caso ganhassem o festival. O Ayato ainda está muito em dúvida do que fazer, mas acredito que chegará uma hora que ele vai estar no limite por alguma situação, seja em batalha ou fora dela, e por conta disso vai tentar liberar o seu selo ou tentar encontrar a sua irmã misteriosa. Esse poder amedrontador que ele possui selado pode muito bem vir a se tornar algo fora de controle ou até mesmo trazer desgraça pra ele e pessoas próximas. Tô curioso pra ver como abordarão isso na história.

No final ainda tivemos a aparição de uma nova personagem e antiga conhecida/amiga da Julis. Como ela é uma princesa, provavelmente aquela garota devia servir ela como empregada ou algo do tipo. Veremos o quanto ela vai acrescentar na história e no background da Julis, que por sinal também tem parte relevante no enredo de Asterisk.

Enfim, foi um bom episódio de volta da série. Gostei da condução e da direção. Conseguiram trazer um pouco de emoção para uma batalha que claramente era secundária e que já sabíamos que o Ayato e a Julis venceriam. A animação segue em boa qualidade.

Nota: 7,5/10

Onde encontrar: Eternal Animes | Crunchyroll | Tadaima Fansub | Daisuki

Endride

Screenshot_1

A estreia acabou sendo melhor do que eu esperava. Mas que fique claro que eu esperava bem pouco, haha. Foi um episódio legal/bacana de estreia, nada mais que isso. Apresentaram rapidamente o protagonista e seus hobbys, bem como sua família e a conexão com o enredo da história. Foi uma explicação simples, sem enrolação e também sem ser algo cru ou sem sentido. Ficou legal, achei tudo bem conduzido.

Shun, o protagonista, acabou entrando em outro mundo, chamado de Endra, através do portal daquela pedra. Eu tinha medo que essa história de enredo interessante, mas em sua grande maioria fraca, muito superficial e bastante shounensada como já vimos em vários animes semelhantes, justamente seguisse esses exemplos passados que já tivemos em outros títulos. No entanto, vi algo diferente. Não tivemos, a meu ver, situações forçadas e shounensadas demais. O Shun e o protagonista daquele mundo, o Emilio, agiram de maneira extremamente natural e humana. O Shun não saiu empunhando a espada e virou alguém super habilidoso simplesmente do nada. Ele só balançou a espada e nem sabia como despertar ela. Por outro lado, o Emilio, protagonista daquele mundo, também agiu de maneira super natural. Gostei desse personagem. Ele fugiu do estereotipo de personagens do tipo que só vivem de vingançinha besta e blá, blá, blá. Ele parece ser alguém centrado e também não é um apelão em habilidades. O que me pareceu nessa história de vingança foi que o Emilio entendeu as coisas de maneira errada. Provavelmente o atual rei não fez nenhuma maldade a seu pai quando virou rei. Isso seria bem besta, mas foi a impressão que eu fiquei.

Os dois protagonistas podem ter aparentado ser bons personagens, mas esse foi apenas o episódio #01. Prefiro esperar por mais alguns pra ter uma ideia melhor. De todo modo, já é um começo promissor e pode contribuir bastante pra um bom desenvolvimento de enredo. O anime será 2 cour, o que anima ainda mais em ver essa história ser desenvolvida com calma e profundidade. Pelo menos tempo terão. Se dará certo é outra história.

O character design ficou meio genérico, mas eu gostei. A animação teve seus bons e maus momentos. Em algumas cenas de luta nem sequer mostravam o combate, apenas davam um close no rosto dos personagens em questão enquanto se movimentavam, haha. Mas isso foi em apenas em uma das batalhas do episódio, nas demais não recorreram a esse metódo infeliz.

Quero ver o que o pai do Shun vai fazer a respeito, pois ele aparenta saber sobre esse tal mundo chamado de Endra. Falando nisso, as pessoas daquele lugar chamam o Shun de alguém da ”superfície”. Espero que desenvolvam isso melhor no decorrer dos próximos episódios, pois indica que exista mesmo uma conexão de Endra para o mundo ”real”. Teve uma cena que me chamou muito a atenção. A primeira do episódio. Aquela já dos primeiros segundos em que aparecem duas pessoas e uma delas segurando a pedra que levou o Shun pra Endra. Nessa cena tinham duas pessoas conversando e uma delas estava com a tal pedra. Ambos pareciam se conhecer, ser amigos. Eu acho que na esquerda estava o atual rei de Endra, ou daquele reino no mundo de Endra, e na direita o pai do Shun. Será que o pai do Shun é na verdade, o irmão do atual rei e, por sua vez, o pai do Emilio? É uma possibilidade bem razoável, hein. Pelo menos é o que eu acho. Só o tempo dirá se isso realmente for verdade.

Enfim, Endride teve uma estreia segura, normal, sem aquelas falhas e clichês mal feitos de obras do gênero, então acredito que foi um episódio inicial positivo. Como falei, eu achei legal/bacana, nada mais, nada menos. Pretendo continuar assistindo, pois pode vir a ser algo interessante. Sem falar que esse episódio é pouco conclusivo se vale ou não a pena continuar assistindo Endride. Recomendo que deem uma conferida por vocês mesmos pra terem uma ideia melhor de tudo o que eu falei.

O hobby do Shun me lembrou da época em que eu era piá e colecionava ”pedras preciosas”, hahaha. Bons tempos.

Nota: 6,5/10

Onde encontrar: ECN Fansub | AnimaKai | Punch! Fansub

E assim concluímos a primeira parte do Primeiras Impressões dessa linda temporada de abril/2016. Muitos de vocês estavam pedindo pelas análises deste humilde e modesto escritor, então espero que gostem e comentem, né, hahaha. Abaixo segue o índice do Primeiras Impressões dessa temporada. Ele será atualizado com as demais partes assim que elas forem postadas.

Espero que tenha sido útil e nos vemos de novo na parte 2!

Menu – Primeiras Impressões Abril/2016:

Parte II

Parte III

Parte IV

Parte V

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

18 comentários em “Primeiras Impressões – Animes da Temporada de Primavera/2016 – Parte I

  1. O chato de terra formars é que se não me falha a memória a luta final do episódio era bem maior, difícil e melhor. Tinha até um oponente pra michele e no final da luta os dois estavam sem força alguma. Inclusive essa luta deve estar na casa dos 80 no mangá. Enfim talvez o melhor é não esperar algo fiel ao mangá.

    Curtido por 1 pessoa

    • Nossa, mexeram legal no anime então. Eu sempre prefiro algo mais fiel a obra original, mas acho que não vou sofrer tanto se continuar assistindo Terra 2, já que não li até aí no mango.

      Curtir

  2. Terra Formars a primeira temporada foi péssima, character design era bom mas a animação era muito ruim ,com umas cores abstratas na hora dos golpes(com provavelmente a intenção de minimizar a violência que já era baixa pra um seinen) ai lançam uma segunda temporada que a maioria nem ta interessado,com character design ruim uma animação zuada com momentos do tipo Akari transforma e da uma explosão wtf ? isso nem acontece no manga ,Akari e aquele tipico personagem seiya que cai varias vezes de cabeça antes de vencer alguem, mas nesse ep coloram ele pra cair uma 3 ou 4 vezes de cabeça numa luta que ele vence com facilidade no manga,era pra barata tentar fugir e ele pular e arrancar uma asa ao vez disso colocaram umas 3 baratas carregando ele e jongando de ums 30m de altura aff,fora que ampliaram a personalidade otimista da “Yaeko”(olhei o nome na wikia ja que nem sei o nome dessa que mau aparece no manga)em 1000% ela ta totalmente irritante e nojenta,conclusão dropei no primeiro ep.

    Curtido por 1 pessoa

    • Hahahahahah, meu Deus, mudaram muito, então! Eu me incomodei um pouco com as quedas absurdas dele e sem dano nenhum depois, mas acabei relevando no geral. Agora, isso da mina super positiva ficou ruim mesmo. Mas bom saber que no mangá ela não é tão exagerada assim.

      Curtido por 1 pessoa

  3. hahahahahahaha! saudades que tava do P. Impressões. dos citados na parte I, os que me interessei teve boas criticas,entao continuarei a ve-los! #venhaparteII

    Curtido por 1 pessoa

  4. O Terra Formars foi um filler, não gostei do episodio mas foi bem usado. A inteção era so ir direto do Ponto A (Final da Primeira Temporada) até o ponto B (Começo da segunda) sem ter q começar numa luta do nada, para q os q não virão a primeira entender.
    Sobre o Character Design do Endride, são desenhos originais do Nobuhiro-Sensei, Autor do Rurouni Kenshin e Kazushi Hagiwara, autor de Bastard!!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu gostei de Maoyiga! Foi o único dessa lista que vi. Ainda não acompanharei Ushio no Tora pq me falta a primeira temporada.
    Aguardando a parte 2!

    Curtido por 1 pessoa

    • Mayoiga foi muito bom mesmo. Ushio to Tora recomendo demais! Talvez seja uma boa esperar esse terceiro cour do anime acabar pra ver todos os 39 episódios de uma vez. É tenso ter que esperar toda semana por um ep, haha.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s