OreGairu: Uma análise protagonística

Des(pedaçando)construindo um pouco

Eu creio que Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. ou, simplesmente, OreGairu, é uma obra bem conhecida entre a grande parcela otaku atual, porém é algo que posso até dizer que me arrependo de ter conhecido apenas esse ano de uma maneira que eu realmente nem esperava ter conhecido. Bom, saindo desses detalhes, vamos a uma pequena síntese da obra, na qual podem ter spoilers. 

Em princípio, OreGairu parece apenas mais um anime de comédia romântica escolar comum como temos vários por aí, porém há algo nele que é bem interessante de se acompanhar: os três protagonistas da obra.

Hachiman Hikigaya é o primeiro. O único homem entre os protagonistas, é um jovem antissocial marcado pelo passado, o que fez o mesmo ser extremamente pessimista em relação a tudo, porém não é um pessimismo equivocado, é um pessimismo baseado em argumentos e pensamentos que ele guarda consigo mesmo ou então expõe de maneira exagerada. Essa característica pessimista crítica é compartilhada com a próxima protagonista.

Yukino Yukinoshita é uma bela garota de uma família rica. Sua característica pessimista não é tão marcada quanto a de Hachiman, porém, mesmo assim, consegue ser perceptível. É uma garota aparentemente invejada pelos colegas de escola, o que a fez se afastar de relações sociais complicadas que envolvam “amigos” e acabar tendo um aspecto mais crítico quanto à sociedade, porém a próxima e última protagonista consegue amolecer um pouco seu coração.

Yui Yuigahama é uma garota linda e popular na escola, porém essa característica mais despojada fica apenas em aparências. Yuigahama é o típico exemplo de pessoa que tenta agradar a todos para ser reconhecida dentro de uma sociedade, no caso do anime, a escolar. A garota parece fazer isso por na infância ter tido problemas de interação social e temer ficar nesse estado de novo. Ela mostra ter grande admiração por Yukinoshita e por “Hikki”, apelido carinhoso que ela coloca logo de início em Hikigaya.

Bom, até aqui tudo bem. Três personagens principais como muitos animes de tema escolar. O contexto no qual os três se inserem é dentro de um clube de serviços voluntários, o qual é sempre ligado ao fato de realizar os desejos dos alunos, o que é sempre enfatizado por Yukino que não é bem isso o que é feito. Eles apenas prestam uma assistência para resolver certos impasses que se encontram na escola entre os personagens que vão aparecendo com problemas. Os problemas vão desde ajudar a encontrar os problemas em uma light novel até auxiliar no festival cultural da escola.

Os três também estão interligados por causa de um acidente de carro que ocorre antes do início do anime, no qual Hachiman tenta salvar um cachorro de ser atropelado por um carro. A questão é que o cachorro é de Yuigahama e o carro da família de Yukinoshita, porém isso só é revelado depois de alguns episódios, mostrando ser uma história que corre por trás da “oficial” do anime e é basicamente o que gera conflitos entre os três personagens.

O interessante do clube fica aí. Um clube formado por dois membros totalmente realistas e críticos e um membro “normal” dentro dos padrões de adequação da sociedade. Sendo que o clube tem função de ajudar os outros. Aqui que entramos com a “análise protagonística” e a função dos três no anime.

Eu realmente ficaria feliz em fazer uma análise mais profunda da obra com base na light novel, porém, já que eu ainda não cheguei nem a começar a ler, vou ficar na análise da animação mesmo. Vamos pontuar aqui os três personagens.

– Hachiman Hikigaya

Inegavelmente o personagem com maior foco entre os três, Hikigaya é uma pessoa áspera por dentro e não esconde essa característica quando se dirige aos outros. Totalmente impiedoso com as palavras, o garoto mostra sempre uma opinião forte e inabalável quando se refere à sociedade em geral e às pessoas ao seu redor. Também notamos um forte sarcasmo em suas raras e fortes falas impactantes no anime, já que ele está quase sempre em seus pensamentos de uma forma crítica. Hachiman é sincero de uma forma que consegue chegar a ser impiedosa e isso é o que gera o conflito basicamente durante toda a história.

– Yukino Yukinoshita

A garota prodígio do colégio mostra sempre argumentos impressionantes em relação a vários assuntos, o que é algo realmente incrível de se acompanhar. A personagem que consegue uma melhor desconstrução na história com certeza é ela, já que vemos pouco a pouco suas mudanças de atitude à medida que ela começa a aumentar sua “rede de amizades”. Como assim? Deixe-me explicar: ao contrário de Hachiman, Yukinoshita vai cada vez mais demonstrando uma mudança para um aspecto mais sensível no decorrer do anime. Não é tão facilmente perceptível, porém é algo que pode ser notado quando se afia os olhos para isso e também não é como se essa característica não já estivesse presente nela, porém precisava de uma catalisador que ativasse. Esses catalisadores foram Hikigaya e Yuigahama.

– Yui Yuigahama

A adorável Yuigahama é notavelmente o pilar da relação entre os três protagonistas. Além do fato de Yukinoshita aceitar a presença dela como uma amiga, a ruiva consegue usar suas artimanhas para convencer sempre Hikigaya a estar em uma situação de bem estar para com a relação do trio. Não é algo que ela consegue facilmente, porém. É com muito esforço e um certo suffering que ela consegue executar essas ações. Porém, como já supracitado, a colegial tem sérias preocupações e decepções com a vida que também a coloca no mesmo patamar dos outros dois principais e isso que faz com que os laços dela com eles são sejam simplesmente quebrados ou bloqueados.

O trio

A relação da tríade em geral é o grande destaque do anime. Podemos colocar Yuigahama no centro-superior segurando o peso apenas do lado esquerdo dos outros dois. Isso por um motivo simples: ela tenta ser um ponto neutro dentro do pessimismo dos outros dois. Apesar de ser uma protagonista, a garota deveria servir mais como uma anti-heroína que busca impedir que Yukino e Hachiman obtenham o seu objeto de valor, que é a solidão.

Yukinoshita busca mais a solidão do que Hikigaya, mesmo que não pareça. Hikigaya consegue lidar melhor com as pessoas, com raros momentos de explosão. A garota de cabelos negros tem um complexo em relação a suas interações interpessoais. Ela sempre está agindo de forma a qual ponha alguém numa posição inferior, o que mostra um dos maiores problemas dentro da comunicação que é o complexo de superioridade. Esse complexo, porém, não é algo que a garota queira fazer e a prova disso está dentro de sua própria família. Sua irmã mais velha sempre demonstrou uma postura que necessitava superioridade e ela conseguia fazer isso muito bem e de maneira extremamente melhor que a caçula. Haruno, a irmã mais velha, é extremamente simpática e tem um nível de capacidade para interagir dentro da sociedade praticamente absurdo. Isso é essencial dentro da rica família na qual ela está presente que sempre precisa estar dentro de eventos de alta classe. Yukino se vê forçada a seguir esse papel também, mesmo que negue em grande parte do tempo.

Hikigaya também tem uma procura pela solidão, porém ele apenas faz isso para que não precise se forçar a interagir socialmente e também por conhecer a natureza de grande parte dos adolescente. Um grande catalisador para isso também são os traumas que ele teve em tentar participar círculos de amizades. São motivos que podem ser considerados bem mais leves que os de Yukino, porém ainda necessitam de uma ajuda.

Essa ajuda vem de Yuigahama, mas, dentro de uma questão semiótica, ela é disfórica para os outros dois protagonistas. Yuigahama visa a felicidade de seus dois amigos e para isso se esforça como pode para deixá-los unidos em vários pontos da série. Porém a garota é normalmente ignorada e, apesar de amaciar a busca pela solidão dos dois, essa vitória dela como antissujeito não chega a ser obtida e, pela natureza pessimista dos outros dois, nunca será.

Bom, concluindo, eu peço desculpas pela análise não estar tão aprofundada. Eu planejei essa postagem tem um tempo e acho que perdi o fio a meada com o decorrer do tempo que se passou. Talvez um dia, com o lançamento da próxima temporada já confirmada, eu continue essa análise de uma maneira que expresse melhor meu ponto e satisfaça mais.

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

Att, Teke

11 comentários em “OreGairu: Uma análise protagonística

  1. gostei muito dessa sua analize, porem acredito que essa versão do seu texto ainda esta em andamento, e eu penso que seria mais proveitoso se voce tivesse postado depoisde finalizar a sua linha de pensamento, que para mim, ficou meio sem uma conclusão.
    Mas ainda sim, gostei da sua analize.
    ( ‘-^ )b

    Curtir

    • Sim, como eu mesmo disse essa análise poderia ser bem mais proveitosa, mas creio que se decorresse mais tempo eu acabaria perdendo ainda mais o fio da meada inicial. Bem, fico feliz que tenha gostado

      Curtir

  2. Da hora. Faça mesmo uma análise, de preferência com a utilização da ligth novel. Gosto desta história, ela é bem diferente… Sou meio antissocial também…hehe

    Curtir

  3. Ótimo Post XD
    Gostei muito da sua análise!! Porém, acho que ainda tem mais coisas que poderiam ser colocadas aí. Eu não sei exatamente, mas acho que tendo um conhecimento maior da Light Novel, vc conseguiria fazer uma análise completa ;D
    Mas eu adorei tudo o que vc escreveu! Essa obra é realmente diferenciada das outras do msm gênero.
    Eu sempre a vi como uma desconstrução da comédia romântica, assim como Madoka Magica é uma total desconstrução do Mahou Shoujo, e assim tbm como Hoshi no Samidare e o Arco Chimera Ants (de Hunter x Hunter) são uma desconstrução do Shounen.
    Adoro desconstruções :3 :3

    Curtir

    • Sim, como eu disse no post, pretendo analisar mais profundamente a obra. Depois com a leitura da light novel e com mais tempo tentarei me aprofundar para fazer algo mais completo.
      Sobre a desconstrução, com certeza é fato de que OreGairu é. E das boas! Esse ponto eu nem cheguei a focar tanto, mas quem sabe eu não explicito mais em uma próxima postagem sobre

      Curtir

  4. Dica, leia a Light Novel. Obviamente ela é mais completa, porém no sentido de entender melhor o que se passa na cabeça do nosso querido trio. O anime é uma adaptação sensacional, captando bem a essência da série, porém a experiência é mais completa ao se conhecer a obra original. OBS: comecei a ler recentemente apenas,tendo concluído o primeiro volume, e estando na metade do segunda atualemente.

    Curtir

    • Pode deixar que darei uma lida assim que vier a chance do tempo. Eu pretendo continuar uma análise mais profunda, mas deixo essa como uma palinha kkk

      Curtir

  5. Bom dia, após ouvir várias pessoas a falar o diz que disse gostaria de perguntar a quem realmente está por dentro do mundo dos animes/manga uma questão, é verdade que esta LN só terá 13 volumes? existe alguma informação dada pelo autor que a LN está a terminar?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s