Review Hayao Miyazaki: Nausicaä do Vale do Vento (1984)

Nausica

“…Aquele que, vestindo um manto azul, deverá descer sob o campo dourado, para forjar novamente o laço perdido com a Terra, e levar a todos, finalmente, para uma terra de pureza…”

Segundo e último filme dirigido por Miyazaki antes da fundação do estúdio Ghibli, Nausicaä do Vale do Vento começa a apresentar os temas que seriam recorrentes nas póstumas animações do diretor, como o contexto ecológico (a preocupação com a natureza e a consequente destruição do planeta devido à ganância humana); o heroísmo de personagens femininas independentes e destemidas; fixação por máquinas aéreas; e o sentimento de um mundo pacifista frente ao desejo beligerante do homem. O filme foi baseado na própria série de mangás de Miyazaki (lançado pela Conrad aqui no Brasil, mas… incompleta).

A história se passa em um futuro pós-apocalíptico em que a maior parte do ecossistema do planeta foi destruída e quase todas as regiões foram tomadas por uma floresta tóxica, chamada Mar do Declínio, habitada por insetos gigantes e plantas que expelem no ar esporos nocivos ao ser humano, que só pode entrar neste lugar equipado com máscara de gás. A humanidade perdeu quase todos os avanços tecnológicos de outrora, e o mundo foi segregado em pequenos reinos (comunidades).

Nausicaä é a princesa do Vale do Vento, um reino aprazível graças aos sopros do vento que não permitem que a atmosfera tóxica do Mar do Declínio chegue até eles. Ela possui uma relação particular com os insetos, conseguindo alcançar algum entendimento mútuo e, até mesmo, aplacar a ira dos Ohms — seres artrópodes que protegem o Mar do Declínio. É bastante habilidosa com seu planador, veículo indispensável em muitas ocasiões, inclusive nas de maior perigo. Seu nome provém da mitologia grega: Nausicaä, na Odisséia, é uma mulher que ajuda o náufrago Odisseu nas praias de sua terra; ela personifica a bondade e a hospitalidade para com os estranhos, características que também estão presentes na personagem de Miyazaki (em relação à natureza e ao ser humano). A personalidade de Nausicaä também foi baseada em um conto do folclore japonês chamado “A Menina que Amava Insetos”.

Quando uma nave do reino de Pejite cai no Vale contendo uma valiosa carga — um guerreiro gigante e ancestral, adormecido, com o poder de queimar os Ohms e todos os insetos do Mar do Declínio, o reino de Tolmekia toma os moradores do Vale do Vento como reféns e assassina o seu rei para que consigam o guerreiro gigante. Como Pejite deseja a destruição dessa máquina, o Vale do Vento acaba se situando entre o conflito de ambos os reinos. A princesa Nausicaä, então, procura impedir que sangue humano seja derramado, não só dos moradores do Vale do Vento, mas também dos tolmekianos e peijitianos, além de salvar os insetos que tanto ama e impedi-los de voltar sua fúria natural contra os povos.

A ambientação da história é muito bem trabalhada e participa ativamente do enredo (que provavelmente influenciou na produção de alguns rpgs clássicos posteriormente). A trilha sonora consegue dar o tom certo nas cenas, potencializar a emoção e elevar a qualidade do filme. Nausicaä é uma personagem muito bem construída, sofre provações e mudanças como qualquer herói (bem nítidas e trabalhadas na animação), e traz a força dessa mudança ao clímax no final do filme.

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

Por, Luiz Jaeger

5 comentários em “Review Hayao Miyazaki: Nausicaä do Vale do Vento (1984)

  1. Muito interessante o filme, como grande parte dos trabalhos do estúdio Ghibli. Adoro essa relação humana com a natureza, e esse toque feminino da um ar especial nessas obras do nosso grande Miyazaki..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s