Primeiras Impressões – Illegal Rare

Illegal_Rare

O novo mangá do autor de Nurarihyon no Mago!

”Ainda existem criaturas desconhecidas e monstros vivendo neste mundo. Quando descobertos, eles vão ser caçados. Alguém precisa protegê-los. Neste dia, a Unidade de Proteção aos Illegal Rares foi criada. Meu detetive espera que o mundo mude… um dia, ele irá.”

Seguindo a linha do post anterior, Illegal Rare foi mais um entre as gratas surpresas que estrearam há pouco tempo na Shonen Jump. E assim como Stealth Symphony, o mangá também é shounen e o autor também é popular, principalmente entre os leitores de mangás. Sim, estou falando de Shiibashi Hiroshi, autor do famoso Nurarihyon no Mago. E dessa vez o mangaká está de volta para tentar uma nova chance com Illegal Rare, a sua segunda obra na carreira.

001

O mangá é um shounen de ação, fantasia, mistério e tragédia. Pelo que podemos ver a Jump está apostando em shounens de fantasia, algo que está em alta no Japão não só hoje, como sempre esteve. Pode ser uma aposta mais segura e que tende a render um sucesso com mais facilidade, pelo menos teoricamente falando, já que depende mesmo da qualidade da obra.

Vamos conferir então um pouco mais sobre o universo de Illegal Rare.

A História:

Illegal_Rare01_01_RHS

O capítulo já começa nos contando sobre o termo ”Illegal Rare” e mais ou menos o que se passava na época da história. Criaturas sobrenaturais vivem junto com humanos, mas há aqueles chamados de “Rares”, que foram caçados até sua extinção com o tempo. Uma organização foi formada para permitir que eles vivam suas vidas como quiserem. Com seus poucos membros, Fukumen, O Rei Black Vampyr AxL, e a sereia Mirror, esta organização luta para proteger os Rares de caçadores mortais!

Illegal_Rare01_02-03_RHS

E essa seria uma sinopse para o mangá. Neste primeiro capítulo conhecemos a Unidade de Proteção de Illegal Rares, que é composta por vários tipos de Rares. No final do capítulo a organização é aprovada e agora eles podem proteger os Rares que são caçados e também combater os caçadores. Mas a principal amostra de Illegal Rare foi ver a organização em ação. No capítulo inicial, AxL e Fukumen foram atrás da Sereia Mira, irmã mais velha de Nova. Sereias são Rares nível B em questão a raridade, por isso são muito procuradas. Elas possuem uma voz linda, no qual os caçadores podem transformá-las em famosas cantoras e lucrar muito com isso, e também a carne e sangue delas garantem a imortalidade. No fim tudo deu certo. AxL conseguiu resgatá-la e ambas foram parar na organização de Fukumen e companhia em segurança.

Illegal_Rare01_10_RHS

Em meio ao resgate descobrimos que AxL é o incrivelmente raro Rei Black Vampyr. Black Vampys já são raros, então o AxL, por ser o rei da sua raça, é mais incomum ainda. Ele possui uma incrível habilidade de conseguir rastrear pessoas através do sangue. Black Vampyrs também são famosos e muito cobiçados por caçadores porque eles usam suas próprias presas e garras, que crescem todo dia, como facas ou espadas para lutar. Elas são incrivelmente fortes, duras e resistentes, a ponto de uma única presa valer um preço absurdo no mercado.

Illegal_Rare01_11-12_RHS

Depois de salvar Mira e de derrotar os caçadores dela, AxL vai para o salão onde a Mira seria exibida para milhares de caçadores em telões que pretendiam comprá-la. Ele anuncia quem realmente é e sua espécie. Vários dos presentes comemoram dizendo que agora os caçadores de Black Vampyrs estão de volta, mas AxL conclui dizendo que o preço disso será o fato de que ele vai caçar todos eles, caçadores.

Illegal_Rare01_15_RHS

Essa comemoração toda dos caçadores ao verem que ainda existe algum Black Vampyr se deve porque há um tempo atrás colecionadores de todo o mundo tentavam completar a coleção mais valiosa… a Coleção Vampyr. Mas como vampiros se transformam em poeira quando morrem, eles os reviveram parcialmente e os colecionavam. Isso é algo extremamente difícil de se fazer. E o clã de Black Vampyrs foi caçado para completarem essa coleção.

Illegal_Rare01_17_RHS

O fim do capítulo é marcado pela aprovação da Unidade de Proteção de Illegal Rares e de o AxL lembrando que esteve vagando por centenas de anos antes de conhecer Fukumen. Com a aprovação da organização, agora AxL poderá ficar mais perto dos caçadores e também de algo que ele perdeu…

Considerações técnicas e opinião:

Illegal_Rare01_28_RHS

E essa foi mais uma das estreias que eu gostei. Achei tão legal quanto Symphony. A princípio o objetivo principal do mangá é ver a Unidade de Proteção aos Illegal Rares salvando os Rares e também prendendo ou matando os caçadores. Com certeza também será explorado, caso o mangá sobreviva, o passado dos Black Vampyrs, assim como o do próprio AxL. O fato de ele ser o Rei Black Vampyr já aumenta muito as possibilidades. Foi dito no capítulo que Black Vampyrs são de rank S em raridade, ou seja, o nível mais alto de raridade que existe.

Illegal_Rare01_29_RHS

Foi bem legal esse sistema de ranks que o autor botou no mangá, será um aperitivo a mais para o decorrer da história. É quase como um título para cada Rare utilizar ou até mesmo para os caçadores terem do que se gabar. Scar City, a cidade no qual está o grupo de Fukumen, é bem interessante. Lá, além de ser uma cidade praticamente sem leis, é também a casa do maior mercado de Rares. Portanto ela deverá ser bastante explorada. Mas acredito que o mangá não se prenderá apenas em casos na cidade, com certeza deverão ter investigações e tudo mais no mundo a fora. Só de imaginar esse cenário já fico muito empolgado.

Illegal_Rare01_30_RHS

Batman, é você?!

Acredito que a Unidade de Proteção aos Illegal Rares venha a ser algo bem bacana, caso explorada. Já deu para perceber que existem vários membros de diferentes raças e, consequentemente, personalidades. Provavelmente cada um dos Rares que tem lá terá uma função que servirão de suporte nas investigações deles, sem falar que, como são de raças diferentes, possuem habilidades únicas. Parece ser uma mecânica bem simples e que pode muito bem cair no gosto dos leitores, onde AxL e companhia vão atrás de caçadores e regatam os Rares capturados. Até que apareça um caçador mais foda e daí as coisas fujam um pouquinho da mesma burocracia de sempre. Lógico que falando assim pode até parecer sem graça ou chato, mas obviamente que em meio a tudo isso teremos ótimas lutas, possíveis envolvimentos emocionais com os Rares capturados, ódio pelos caçadores e ainda o desenvolvimento do passado dos personagens principais.

Illegal_Rare01_31_RHS

Não sei quanto a vocês, mas não achei o AxL um personagem tão marcante assim para os padrões de protagonistas. Sei lá, ele não tem nada marcante ou carismático fora ser um vampiro com um design muito foda. Mas é claro que isso é apenas o primeiro capítulo, por isso não da pra sair afirmando ou tirando conclusões definitivas. Muita coisa ainda pode ser mostrada. O fato de ele ser o Sr. Perdido pode vir a tirar algumas risadas, assim como o Zoro (One Piece) faz comigo, mas convenhamos que é pouco para um protagonista, né. Apesar disso, eu gostei do AxL, só espero que ele demonstre algo carismático ou de fácil envolvimento com os leitores, sem que seja o seu senso de justiça, a mania de se perder ou o design fodão que eu disse antes.

Illegal_Rare01_34_RHS

Sério, foi só eu ou alguém também achou que o AxL lembrava um pouco tipo um super-herói da Marvel ou da DC? O mangá tem um clima bem legal e também me lembrou um pouco HQs, hahaha. Parecia até, em um primeiro momento, que eu tava lendo Vanhelsing! AxL lembra muito o Vanhelsing, a sereia poderia ser a mina namorada dele e o Fukumen o Frankstein, só ficaria faltando achar alguém pra ser o padre aquele, djsaoidkasfia! Será que a criançada não vai tomar o AxL como seu novo e preferido super-herói? Seria bem bacana e pode até ser um ponto forte pro mangá, caso ele se mantenha na revista.

Illegal_Rare01_39-40_RHS

Na parte em que o AxL vai lá falar para todos os caçadores e colecionadores nos telões que ele é o Rei Black Vampyr teve um detalhe legal. Nessa parte podemos ver uma mão cheia de anéis e risadas ao fundo. Provavelmente este caçador que estava em um dos telões é alguém muito importante e influente. Os anéis dão ideia de que é rico ou talvez até alguém politicamente importante onde mora. Quem sabe até um parente da Hebe Camargo?! (essa foi só pros fortes, haha). Entretanto a mão dele é quase osso e não acredito que seja um velho caquético caindo aos pedaços, mas sim algum Rare! Pois é, tenho bastante convicção de que existam Rares entre os caçadores e colecionadores. Sem dúvidas poderia ser algo chocante para o pessoal da Unidade de Proteção aos Illegal Rares. Imagina se algum deles é até um Black Vampyr!

Illegal_Rare01_47-48_RHS

Outro ponto interessante foi ver o Fukumen dizer que os caçadores conseguiram descobrir um ponto fraco nos Rares enquanto caçavam Black Vampyrs. Tô curioso pra saber sobre isso porque é difícil pensar que meros humanos poderiam ir bem de boa e caçar Rares com extrema facilidade. Sem falar que não são todos os humanos, mas apenas grupos que gostam de fazer isso. Com certeza deve existir diversos Rares hostis e fortes, então esse negócio de ponto fraco deve ser bem interessante. Segundo o Fukumen, quando os caçadores de Black Vampys descobriram isso, aumentaram bastante a sua influência em um ritmo extraordinário e foi assim que esse negócio de caçar e colecionar começou de vez e se tornou muito popular.

Illegal_Rare01_49_RHS

Já no final do capítulo, AxL lembrou que, agora com oficialização legal da Unidade de Proteção aos Illegal Rares, ele poderia não só se aproximar dos caçadores, como também de algo que ele perdeu. A imagem que apareceu no mangá quando ele mencionou isso, foi de vários cadáveres num caixão e uma mulher, que parecia uma vampira, de pé implorando por ajuda ou misericórdia. Bem intrigante, mas essa imagem pode ser a representação de que todo o clã dele foi morto ou algo do tipo, mas pelo fato de ele ter dito ”E… mais perto do que eu perdi.” da ideia de que ele ainda tem como recuperar, seja lá o que for. O autor abriu várias pontas e possibilidades para serem exploradas futuramente para os leitores perceberem. Talvez isso ajude um pouco na sobrevivência do mangá.

Illegal_Rare01_52_RHS

Enfim, acho que foi uma boa volta do Hiroshi-sensei. O mangá parece bem legal, apesar de ter algumas coisas clichês, o que não significa que seja ruim. Foi algo que me agradou e que eu gostaria de continuar lendo, caso seja possível, mas também não foi nada super grandioso e etc. E quem disse que precisava ser, não é? O cenário e mundo criado pelo autor pode se tornar muito mais interessante do que apenas aparenta ser e acredito que tudo isso vai depender da criatividade dele de agora em diante. Tenho certeza que ele pegou muito mais experiência com Nura e deve estar fervilhando de ideias para Illegal Rare.

Illegal_Rare01_56_RHS

A arte do mangá é visivelmente bem característica dele. Eu gostei bastante. Acredito que Illegal tenha potencial para ser tão popular quanto Nura foi. Acho que podemos esperar por algo bem bacana do mangá, muita ação e batalhas, vários mistérios, uma boa carga emocional e quem sabe até conflitos políticos. Hiroshi já conhece muito bem como a ”casa” funciona, assim como a fórmula de um bom mangá, mas será isso suficiente para salvar Illegal Rare dessa fase complicada que é para toda nova série na Weekly Jump? Espero que sim, porque, assim como disse para Symphony, Illegal Rare parece ser mais legal ou ter um futuro mais interessante que vários títulos alí da Jump. Mas claro que essa é só a minha opinião e não a verdade absoluta, haha.

Illegal_Rare01_57-58_RHS

Minha nota para o capítulo inicial é 8/10. E vocês, o que acharam de Illegal Rare? Pretendem acompanhar?

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

8 comentários em “Primeiras Impressões – Illegal Rare

  1. Pelo visto o mangá tem “conteúdo” e realmente deixou bons pontos pra serem explorados futuramente, vou dar uma olhada em Nura pra ver um pouco do pensamento do autor.

    Esse tipo de personalidade ficou adequado a ele.

    Curtir

  2. Me lembrou muito Hunter x Hunter na fase York Shin, assim como o principal teve seu clã dizimado como o Kurapika, mad de resto eu gostei, achei o design muito interessante, quero ver se ele vai explorar os leilões de maneira favorável

    Curtir

  3. Gostei muito de Illegal, acho que tem bastante potencial.Eu achei a arte bem bonita, meio dark…bem legal.Outra coisa que gostei muito, além da arte, foi o protagonista, achei ele muito foda.A historia e o cenário tambem são muito interessantes.Enfim, tomara que sobreviva…

    Curtir

  4. eu preferi o primeiro capitulo de illegal ao de Stealth Symphony talvez pelo clima ser mais Dark e eu estar sentindo falta desse tipo de manga na jump a historia tem seus cliches mas pode ser bem explorada se o autor souber o q esta fazendo

    Curtir

  5. Gostei bastante da premissa do manga, ele tem um clima meio dark tipo D.gray-man, então espero que os japas deem uma chance a serie.

    Curtir

  6. O que mais gostei foi o estilo meio Dark como a maioria disse… mas sinceramente vejo apenas mais um “mangá bom”….. não acredito que vá virar algo inovador ou épico, não me levem a mal é só que parece que parece que a jump e os japas desde o lançamento do One Piece e Naruto insistem em lançar esse modelo/formula de primeiro capitulo e One-shots onde apresentam o personagem principal… O mundo do manga…. A explicação para seus poderes e o encontro dele com algum personagem secundário (onde o protagonista geralmente o salva -.-). Isso se tornou muito genérico pra mim, não sei vocês mas eu gostaria de ver coisas novas como foi o caso de Death Note que na minha opinião mudou o conceito de mangá pra mim na época, pois parece que os autores estão sempre usando essa mesma formula que citei a cima, pra mim cada historia deve ser contada a seu modo e não baseada em uma “formula que deu certo”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s