Comentando – Beelzebub #230 – Uma mãe sempre se preocupa

001

Já nem sei mais quem é o inimigo.

Nós descobrimos os objetivos da Iris mas não os da Companhia. Tá um vai e vem de informações e coisas ainda não reveladas, fiquei até um pouco confuso nesse capítulo. A Iris é um doce de pessoa, total waifu material, esperava que ela só tivesse essa fachada pra enganar o pessoal, pra mim seria mais interessante, mas foi bom ver que o que ela sente pelo “Beel” é algo legítimo. Ela e o Oga na mesma mesa representavam extremos opostos. Quero dizer, o Beel nunca se interessaria por alguém como ela, ele prefere pessoas mais “diabólicas” como o Oga, apesar deste ser só um humano (isso porque não foi revelado se a Iris é ou não humana).

002

Segundo ela, o Maou é um marido caloteiro, por isso ficou brava e decidiu voltar pra casa da mãe. Mas não queria deixar o Beel com ele… mesmo assim, quando ele ouviu “Vá arranjar um trabalho, vagabundo!”, talvez por raiva enviou Beel ao mundo humano, e cá está Iris, no mundo humano para proteger Beel. Acabou que o trabalho do Maou foi destruir o mundo humano, e o canalha passou esse dever pro filho…

No cap. mostra duas pessoas da Companhia além dela: Johan (Rabo de cavalo) e uma mulher de cabelo branco. Johan pode ser João em alemão, mas segundo às minhas pesquisas “Johan” vem do hebraico “Yohanan” (Yo-hann) que significa “Deus é bom”. Sempre que houver um nome não japonês numa história que se passa num cenário japonês, pode ter certeza que é um nome simbólico, vide “Jaeger” de SnK (embora este não se passe num cenário japonês).

Lembro que quando o Johan apareceu pela primeira vez ele passou uma aura de Big Bad, aquele que controla tudo por trás das câmeras. E nesse cap. podemos confirmar isso, pois ele diz que a Iris é a única que possui capacidade de controlar os 7 demônios dos pecados, e “eles” precisam dela. Pelo que aparenta eles estão usando esse poder dela em outros humanos e, ela não é a dona da companhia já que ele diz “Meus superiores mandaram-me usar de quaisquer meios para finalizar o trabalho”, o que implica que ele e ela estão sendo controlados por algo ainda maior.

003

A partir daí a Iris vira o MacGuffin do roteiro, o objeto a ser pego e protegido, já que ela é a fonte de todo esse problema. Há muitas informações relevantes que não estão sendo mostradas ainda, e nem sei se serão porque o nosso protagonista não se interessa por elas. Aliás, o Oga não tem nenhum objetivo, literalmente. Tudo que ocorreu no cap. foi para aumentar o drama pra quando chegasse a cena dele entregando a carta do Maou à Iris. O que vem a frente é o de sempre, luta. Mas por que ele quer lutar com o Johan, se ele só está protegendo a Iris? E o que de fato é a Companhia Solomon? Quem controla sabagaça? Porque o Johan é que não é…

004

Uma coisa importante que espero que não seja esquecida é a relação dela a respeito do En (nem lembro se é esse nome msm). Capítulo mediano, não informou muito sobre a Solocom em si mas o pouco que mostrou da Iris já deu pra pegar a personalidade dela, total arquétipo de mãe, contrariando o Maou.

005

O capítulo acabou, mas a zuera…

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

Por Kouma

2 comentários em “Comentando – Beelzebub #230 – Uma mãe sempre se preocupa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s