Estreias e Cancelamentos na Shonen Jump

jw2m.png

E dois mangás estarão se despedindo juntos enquanto teremos a primeira série vinda da Jump VS ganhando serialização!

E finalmente chegamos em mais um período de estreias e cancelamentos na Jump. Este é o último momento do entra e sai da revista em 2013. Até agora não existe nada confirmado, mas a fonte é muito boa. É a mesma que sempre vem confirmando os spoilers do bottom que eu venho postando aqui há um bom tempo, então é muito provável que seja verdade e que até amanhã na ToC completa da Jump já tenhamos tudo confirmado ou não.

Spoiler – Jump Issue #52

Kurokuroku e Hime-Dol!! (Fim)

Enfim, os cancelados são Hime-Dol!! e Kurokuroku. Pois é, ambos chegarão ao fim na mesma edição. Não tem nada de anormal nisso, já houve outros casos que isso aconteceu também.  Kurokuroku teve um one shot que eu achei bem legal. Ele saiu este ano e parece ter sido bem popular entre os leitores, porém as mudanças feitas para a serialização não funcionaram, mesmo que tenham sido poucas. A grande verdade, pelo menos a meu ver, foi que Kurokuroku era ótimo para um one shot, enquanto para um mangá serializado, não. Nunca consegui enxergar grandes pretensões na história, no cenário criado e no plot de Kurokuroku e creio que isso foi fundamental para o insucesso da série. Sem deixar de mencionar os personagens, que eram muito genéricos e pouco se destacavam, pelo menos no meu ponto de vista. Bom, acho que foi uma aposta válida, sim, da revista quando serializaram Kurokuroku, uma pena que não tenha dado certo. Mas é isso aí, bola pra frente e que o novato mangaká volte com tudo e nos traga uma ótima série da próxima vez, caso ele consiga passar pela reunião de serialização, claro.

Kurokuroku_manga After_School_Idol

Hime-dol!! foi o outro a nos deixar. Essa comédia romântica teve sua origem também como um one shot, que  por sinal foi o que conseguiu o terceiro lugar na Golden Future Cup de 2012. Eu me lembro de ter achado bem interessante o one shot e tudo mais, porém não gostei da serialização. Sei lá, achei tudo muito genérico e sem graça. A ideia inicial era muito bacana, mas o autor não soube planejar muito bem o cenário todo. Existiam coisas de mais nesse mundo que ele criou, mas nesse início ele devia se focar em um único objetivo ou prioridade. Não gostei dos traços a ponto de quase largar o primeiro capítulo, hahaha, mas isso é questão de gosto pessoal mesmo, claro. Era tudo extremamente clichê e monótono. E cheguei a essa conclusão comparando Hime com as sensações que tive ao ler os primeiros capítulos de Nisekoi e To LOVEru. A diferença era bem grande. O autor também cooperou ao não trazer nada de novo, nenhum acréscimo positivo do one shot para a série. E isso, pelo menos ao meu ver, é algo que todo autor de one shot deveria ter para caso ganhasse uma serialização. Outro fator que levei em consideração para esse suposto cancelamento do mangá foi o mal momento que o departamento editorial escolheu para transformar Hime-dol em série. Acho que não havia motivos para isso, pois Nisekoi estava lá brilhando e conseguindo vendas incríveis na revista. Pouco depois já tinha tido um anime anunciado para o público, mas que antes já era há muito tempo conhecido por quem trabalha na Jump. Acredito que seria melhor esperar um pouco esse hype de Nisekoi passar para serializar Hime. Bom, esse é um lado, mas o outro também não está errado. Se formos ver, a Jump poderia se aproveitar desse hype e desse aumento de leitores de séries do gênero que vinha tendo para conseguir emplacar, se não outro sucesso, pelo menos um outro mangá semelhante que conseguisse um público razoável. Sem falar que a cada tempo que passava o interesse por Hime estaria caindo. Nunca é bom demorar demais para lançar um one shot, deve-se sempre aproveitar o hype momentâneo deles. Por isso, isento o departamento editorial da revista pela culpa, mas continuo achando que poderiam, sim, muito bem serializar o mangá em 2014.

001

001

Nunca poderemos saber o que será ou não bem sucedido. Sempre será uma aposta. E se não tentar, nunca saberemos se conseguirá dar certo ou não. E esse dificílimo trabalho está, sim, em ótimas mãos, afinal a Shonen Jump é a revista que mais vende no Japão. É a revista de mangás mais conhecida no mundo! Não que isso signifique ela seja a melhor, porque isso é questão do gosto de cada um, mas é essa postura que a mantém há muito tempo como a número 1 em vendas e circulação. Muitos dizem que a postura da revista é cruel, e eu digo que é mesmo! Mas é essa postura que possibilita o surgimento de inúmeras séries por ano e consequentemente aumenta – e muito – as chances de pintar um novo One Piece, Naruto, HxH da vida. Se quer alguma revista paciente, ótimo, isso é o que não falta no Japão! E os mangakás estão muito cientes disso e sabem muito bem os riscos e consequências de tentar um mangá na Weekly Jump.

Preview – Jump Issue #01

Iron Knight (Nova Série, Capa, Página Colorida Principal)

0dgd.png

Vamos continuar… o outro spoiler divulgado é de um novo mangá começando na edição #01 da Shonen Jump! A issue #01 já sai agora na primeira semana de dezembro. O mangá escolhido foi Iron Knight! E temos então a primeira série vinda da Jump VS ganhando uma serialização!

Iron Knight foi o quarto one shot dos 12 que a primeira edição da Jump VS teve. Ele foi o segundo trabalho do novato Yagi Tomohiro, campeão da Golden Future Cup 2012 com Goblin Night. Eu estou realmente muito feliz com essa possível notícia. Adorei Iron Knight, assim como já tinha gostado e torcido para Goblin Night vencer a GFC de 2012. Esse primeiro trabalho do autor na editora foi muito bom, mas achei um pouco infantil e por isso acredito que o mangaká tenha tentado outro one shot: Iron Knight, que por sua vez ficou também muito bom e um pouco mais com cara de Jump, se é que me entendem. Fiquem abaixo com imagens do one shot Iron Knight.

270620131166

CLIQUEM NAS IMAGENS PARA AMPLIÁ-LAS!

270620131167
270620131168
270620131169

270620131170

270620131171
270620131172
270620131173
270620131174
270620131175

270620131176

Achei a arte bem legal e também gosto bastante de histórias desse tipo. Ele lembrou muito Goblin Knight. Como deu pra perceber, ele teve mais violência do que costumamos ver por aí e acho que esse pode ser um ponto negativo para o mangá. Não vejo um futuro muito grande para séries desse jeito na Jump, assim como vem acontecendo com Hachi atualmente. Acredito que histórias desse tipo se encaixem melhor numa Jump SQ, por exemplo. No entanto ainda é MUITO cedo para qualquer prognóstico. Melhor esperarmos pelos primeiros capítulos e dai sim conseguir chegar em uma conclusão melhor, porque provavelmente teremos mudanças do one shot para a serialização.

Só vamos deixar claro que não significa que mangás na Shonen Jump que tenham elementos ‘dark’ estão fadados ao fracasso, muito pelo contrário. A maior verdade é essa: se for bom, interessante e as pessoas gostarem dele, com certeza o mangá em questão ficará bem na revista. Podemos até citar alguns exemplos que fizeram sucesso, como por exemplo D.Gray-man e Death Note. E os profissionais envolvidos na equipe da Shueisha são muito competentes e sabem muito mais do que qualquer um, então eles sabem muito bem o que estão fazendo. O que eu quis dizer no parágrafo acima a esse foi simplesmente que séries com elementos obscuros possuem um histórico infeliz na Jump, ou seja, mangás assim costumam ter mais dificuldade de se manter nela, pra minha tristeza, hehe.

Bem, espero que Iron Knight ganhe mesmo essa chance na revista. Me pareceu um mangá muito bacana e com um cenário bem legal. Já podemos observar que o novato e bastante promissor Yagi Tomohiro é muito criativo, então acredito que possa realmente vir algo bom daí. Vocês podem ver o one shot completo de Iron Knight clicando AQUI. Está em francês, mas já ajuda a ter uma ideia melhor do capítulo. Pra quem ficou curioso quanto a Goblin Knight, só dar uma conferida abaixo na página colorida e também na sinopse do one shot vencedor da GFC de 2012.

Goblin_Night

Sinopse: Após a ocorrência de um fenômeno chamado de ”Goblin Night”, um em cada 100 pessoas ganhou a habilidade de se transformar em monstros. O problema é que muitos usaram o poder para espalhar o caos, tornando essas pessoas uma ameaça aos governos de todos os países, e outros usam para proteger as pessoas que amam. O problema é que Yuki, um dos que ganhou esse poder, ao tentar proteger sua cidade, encontra acidentalmente o Goblin que havia matada seu irmão no dia do que aconteceu o ”Goblin Night”. E agora ele tem a oportunidade perfeita para vingar seu irmão, mas quem disse que seria uma luta fácil?

Vocês podem lê-lo em inglês clicando AQUI ou em português feito pelo pessoal da Neox Scanlator, parceira do Gekkou Gear, clicando AQUI.

E é isso, gente. Por enquanto só temos essas informações divulgadas. Provavelmente também teremos a confirmação de outro estreante na Shonen Jump logo logo. Será mais um one shot vindo da Jump VS? Eu gostaria muito, porque lá teve várias histórias muito boas! A que eu mais gostei foi do one shot Kaibutsu Kangoku (imagem abaixo), do mangaká novato Oosuga Gen (seu one shot chamado Ghostrong foi destaque na issue de inverno da Jump NEXT! de 2012).

270620131207

Para saber mais sobre as séries da Jump VS, basta clicar AQUI e conferir o post de Unboxing que eu fiz da revista. Tá lotada de fotos e pequenas informações.

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

16 comentários em “Estreias e Cancelamentos na Shonen Jump

  1. Eh… mais duas séries novas que não se salvam..
    Mas também não tinha interesse nenhuma nelas!
    Quero é a volta do Horikoshi-sensei! o/

    Curtir

  2. Uma pena, mas não posso dizer que não esperava. Não sei porque, mas Hime doll me atraiu muito. O tempo entre a Golden Future Cup e até virar uma série foi grande demais. Perdeu completamente o embalo, e sem contar que o traço realmente foi mais simples (não vou dizer ruim). Mas isso deve ser por causa do prazo mais apertado. Gostei da adição da escola, isso deixou o mundo bem legal a ser explorado, mas faltou mesmo o autor se focar no começo. Acho que se tivesse tempo, iria explorar direitinho. Mas acredito que o tempo da Jump foi certo mesmo. Ele explorou a época antes de Nisekoi ter o anime, tentando aumentar os leitores desse gênero. Se fosse serializado no hype do anime, as pessoas iam simplesmente ignorar pensando que era só para aproveitar a onda de Nisekoi. Essa época foi boa porque pega Nisekoi naquela subidinha antes do anime. Se bem que agora não faz diferença mesmo. Agora a única coisa que espero é comprar os volumes.

    Não foi falar de Kurokuro porque nem li. Acho que foi por causa do post falando do primeiro cap daqui, dizendo que estava muito confuso.

    Espero que a nova série se de bem. Não li nada ainda, mas parece ser interessante. Vamos esperar que tenha pelo menos uma sobrevivida longa, se bem que série de porrada é cancelada logo se não for boa. Os traços parecem que melhoraram muito em relação ao One-shot Goblin Night, principalmente os cenários, mas isso baseado numa leitura superficial. Espero que na série os trações estejam melhores. Se acharem o One-shot em japa fico agradecido. A Jump sai na quinta ou na sexta. Vou ler Iron Knight assim que puder.

    Sei que isso não tem muita relação com o post, mas o problema da Jump SQ é ser mensal. Deveria ser quinzenal. Não só isso. De vez vez ou outra os autores vagabunda e colocam apenas 20/30 pags (Mestre Togashi fazendo discípulos). Muito pouco para uma série mensal. Isso Kyojin ganha de lavada. Mesmo sendo mensal, vem caps de 40/60 pags.

    Curtir

    • Entendo o q vc fala quanto ao número de páginas dos mangás mensais da Square, pq sempre fica aquele gosto de quero mais. Mas ao msmo tempo, o q vale é o autor saber contar a história (Claymore, por exemplo, só tem 29/30 págs., mas o autor sabe fazer capítulos bons, q ñ fiquem corridos nem arrastados demais e dessa forma ñ prejudica a andamento do mangá).

      Curtir

      • Claymore é assim, mas Ao no exorcist e Rosario + Vampire não são. Uma pena, pq esperar um mês e ler um capitulo bem curtinho dá raiva. Já vi cap de Rosario de pags

        Curtir

  3. e uma pena que kurokuroku e hime não tenham dado certo, espero que os mangakas tenham mais sorte em uma futura serialização. e enquanto a nova série iron knight parece bem legal então vou dar uma conferida já que gostei bastante de goblin knight.

    Curtir

  4. Eu não diria que o Goblin night é infantil, o traço do autor até pode ser mas a historia em se não mi parece infanti, por que acontecem umas coisas com o protagonista que deixa a historia com um clima bastante tragico, em relação ao fato do protagonista precenciar a morte do irmão e da para ver que o mesmo clima tragico continuou em iron knight, tendo um desfecho meio triste.
    Talvez o autor seja do tipo que gosta de fazer o protagonista sofrer durante o desenrolar da historia.
    Mas vamos ver como se comporta como serie até por que ia ser muito ruim para a Jump VS tem um de seus mangas seriados, ser cancelado logo de cara.

    Curtir

    • esqueci de comentar eu não acho q Hachi esta mal por ser “dark” e sim pelo ritmo q o autor esta levando o manga ta tudo muito corrido e isso já esta assim desde de o primeiro capitulo

      Curtir

  5. Não sei como esperam que as series sobrevivam sendo que não tem espaço mais, para subir alguma outra tem que descer, nunca teve tantas series novatas fazendo sucesso ao mesmo tempo. Não tem espaço para nenhuma estreante emplacar.

    Curtir

  6. Essa nova série cheira a cancelamento, só dizendo. JUMP, pode apostar mais uns 30 anos aí pra ter um bom shounen, acho que sua era de lançamentos de ouro chegou ao fim.

    E eu gostava dos traços de Kurokuroku, mas é tipo aquela mulher gostosa que mesmo sendo gostosa você vê o quão vagabunda é e nem chega perto.

    Curtir

  7. Em anos que acompanho a Jump, primeira vez que vejo isso deles cancelarem, dois títulos em apenas uma Issue… Bom provavelmente o próximo será Hacchi que não está sendo bem falado e também não e uma boa história…

    Iron Knight, não era o título desejado pela maioria de fóruns Japas, mais ele tem um potencial promissor ao menos vamos ver como vai se sair..

    E Bell provavelmente não termine ano que vem..

    Curtir

  8. Alguem ainda esperava que kurokuroku e himedoll se salvasse?
    É uma pena para os dois, mas pelo menos talvez os autores possam aprender com os seus erros e tentar de novo

    Curtir

  9. Pingback: Table of Contents – Shonen Jump: Edição #52/2013 | Gekkou Gear

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s