Primeiras Impressões – Variante, pela Nova Sampa

variante-manga

‘’Eu morri na primavera dos meus 15 anos. E este foi o início de tudo…’’.

Conheçam Variante, um dos recentes lançamentos da Nova Sampa.

Hosho Aiko era mais uma entre as várias garotas de 15 anos que existem no mundo todo. Ela levava uma vida normal ao lado de seus pais. Era estudiosa, tocava piano e era cheia de amigas na escola. Isso até o dia que sua família foi estraçalhada por uma estranha criatura em casa. Aiko sobreviveu ao ataque, mas após esse dia, sua vida nunca foi a mesma – principalmente por se tornar suspeita da morte dos próprios pais, pois ela própria começa a se transformar em um monstro.

E é em torno disso que começa Variante, novo título publicado no Brasil pela Editora Nova Sampa. O mangá foi publicado entre 2004 e 2005 no Japão pela revista Dragon Age e teve ao todo quatro volumes encadernados. É de autoria da mangaká Sugimito Iqura, que antes assinava as suas obras com o seu nome verdadeiro: Kuon Mao. A autora também já cuidou da adaptação em mangá dos conhecidos jogos Tales of Destiny, bem como a adaptação do famoso filme Summer Wars, no qual, inclusive, já foi publicado aqui no Brasil pela JBC. Ela também já teve participação no mangá de Tiger & Bunny Comic Anthology, publicado por aqui pela Panini. Recentemente Iqura está publicando Nanamaru Sanbatsu, sua atual série.

20130907123044734

Variante

Variante é mais um dos mangás um pouco diferentes dos milhares de shounens que vemos por aqui. É um título mais lembrado por ser de horror, apesar de termos ainda elementos sobrenaturais, de mistério, drama e ação durante a história.

Logo de cara temos noção do plot e de como são os personagens, bem como o que cada um faz da vida. Digamos que Variante vai direto ao ponto no seu começo. Logo no início nos deparamos com uma família aparentemente vítima de assassinato em sua própria casa e alguns caras que pareciam ser um tipo de polícia especializada, já que nem uniformes usavam, com exceção do Sudou, que parecia agir como um detetive/inspetor como de fato ele é. Ao mesmo tempo temos a narração da Aiko, protagonista do mangá. Acho que esse foi o primeiro título que eu leio em que o personagem principal começa morto, hahaha. Pois é, a Aiko morreu, mas um certo tempo depois simplesmente reviveu e ainda por cima em uma espécie de laboratório ou hospital diferente do utilizado por pessoas. Ficamos então sabendo que se trata de uma organização secreta do governo chamada Atheos. A partir de todos esses pontos misteriosos logo temos noção de que tudo o que vimos parece se tratar de algo maior e grandioso, no qual as pessoas não tem conhecimento.

20150222_180020

De fato. Tudo aquilo não eram apenas coincidências ou milagres da ciência. Algo fora do comum ou do conhecimento realmente aconteceu. Nos primeiro capítulos já temos noção de que existem Quimeras, seres não identificados que atacam pessoas e se alimenta delas. O governo está atrás das poucas que existem e sempre encoberta os casos, envolvendo as Quimeras, que resultam em tragédias e mortes que acabam indo parar na imprensa, criando histórias alternativas como atentados terroristas, assassinatos, etc, mas sempre tomando o cuidado de achar algum ‘’laranja’’ para apenas levar a culpa na frente das câmeras e dar a sensação de que o culpado e o caso já foi solucionado para, assim, acalmar as pessoas novamente.

variante-1163309

Mas o que acabou colocando todos de surpresa foi a Aiko. A primeira pessoa que foi morta e depois reviveu. Acontece que ainda por cima a garota tinha tido um de seus braços transformado em algo não humano, como se fosse uma arma, como por exemplo a Inoccence do Allen de D.Gray-man com sua arma anti-Akumas. Ela não tem controle sobre seu braço, mas ele logo vira uma arma contra as Quimeras, já que armas convencionais, na verdade, não funcionavam muito bem para abater os monstros. Não se sabe como ela ganhou aquele braço, nem mesmo ela própria sabe. A grande questão passou a ser se ela gostaria de continuar a ser uma arma até encontrar algum sentido ou motivação na vida ou se acabaria se tornando uma cobaia de testes pra várias coisas.

variante-1163310

A Aiko é uma personagem interessante. Ela tinha uma vida normal e do nada perdeu tudo, até mesmo a própria vida! Agora ela não tem mais escolha e nem motivações. Carrega um fardo enorme e é um raio de esperança que ao mesmo tempo deixa todos em dúvida, tendo em vista que poucos são aqueles que confiam nela, já que não se sabe se ela conseguirá manter controle do seu braço. Ela reviveu graças a esse braço, que teve células dele chegando em outras partes do seu corpo, como o próprio coração. Viver com esse peso e sem saber se conseguirá manter sua sanidade ou se vai acabar se transformando em um monstro é uma pressão desumana e até mesmo inimaginável. Ainda mais por esses mesmos monstros terem matado os próprios pais. É uma realidade dura, mas que torna tudo muito interessante e curioso para nós, leitores, sobre o que pode acontecer futuramente com a personagem e suas decisões.

Sob o comando e responsabilidade da Aiko temos a doutora Kochigawa, que por vezes parece meio com uma cientista louca, mas que também parece ser uma das poucas que entende e se sensibiliza com a garota. Sudou é outro personagem bacana. Ele e a Kochigawa são os únicos amigos da Aiko, apesar de eles próprios admitirem um ao outro que possuem um certo medo e receio para com ela.

20150222_175837

Em meio a tudo isso, ainda temos outros pontos interessantes: as Quimeras e a Atheos. E ambas parecem estar envolvidas. As quimeras não surgiram do nada. Algo as fez. A teoria minha e talvez também do Sudou é de que elas surgiram devido a experiências realizadas há anos atrás pela própria Atheos. Podemos ver isso claramente ou pelo menos fazer uma relação após conferirmos, por exemplo, certos momentos do passado do Sudou, assim como algumas reações da Kochigawa quanto ao passado da organização. Sudou, quando adolescente, conheceu por acaso a Nana, que assim como o próprio nome significa, ela deveria ser a sétima entre as pessoas dos experimentos ou a sétima entre os afetados pelas Quimeras. Nana em japonês é sete. Sudou entrou para Atheos por causa desse acontecimento e também para conseguir a melhor tecnologia possível para prolongar a vida de sua mãe que sofre de uma grave doença. Quando Sudou questionou a Kochigawa sobre o que a Atheos fazia antigamente e no antigo e abandonado anexo da organização, a doutora disse que era melhor não investigar o passado da Atheos e que ela mesmo não podia contar sobre certas coisas. Com certeza aí tem treta!

variante-1163507

Ainda sobre as Quimeras. Acredito que elas originalmente sejam seres humanos. Uma das provas disso, pelo menos de acordo com a minha opinião, é termos visto uma delas chorando e relutando em se alimentar de seres humanos. A princípio elas parecem começar se alimentando de animais e depois que perdem totalmente a sanidade que partem para os humanos ou qualquer coisa que veem pela frente. Sempre que as Quimeras comem alguém, o formato ou o próprio rosto da vítima aparece em alguma parte do corpo do monstro e parece mexer os olhos e ter noção do que está se passando naquele momento. São imagens tristes e fortes. Seria a Aiko uma pessoa em estágio inicial para se tornar uma futura Quimera por completo? Espero que não! A Aiko é muito bonitinha pra acabar como uma Quimera, haha. Será que as Quimeras seguem se procriando ou essas que tem aparecido são antigas que já existiam? Será que tem algum louco criando mais delas? O que levaria uma pessoa a se contaminar? Elas possuem alguma fraqueza ou será que apenas a Aiko pode com elas? Muitas perguntas pra poucas respostas.

20150222_175916

Por tudo isso é bem compreensível vermos certos agentes tendo preconceito e medo da Aiko. É até mais incomum ver o Sudou quase sempre ao lado dela, mas ele tem motivos depois do encontro que teve com a Nana, sem falar que também já admitiu ter medo dela. Tenho certeza que ele não vai deixar barato e vai tentar investigar aquele antigo prédio da Atheos e ver se encontra respostas para tudo isso. Resta saber se ele realmente se meterá em problemas por causa disso e quem sabe até vire inimigo da própria organização ou de certas pessoas do governo.

Como deu pra ver, Variante tem uma trama bem bacana e interessante. O mangá lembra em certos aspectos alguns outros semelhantes, como Elfen Lied ou Gokukoku no Brynhildr, por exemplo. Só acho que pelo pequeno período de serialização, apenas quatro volumes, talvez seja pouco tempo suficiente para simpatizarmos mais a fundo com os personagens e suas motivações. Mas isso só vamos ter uma certeza melhor lendo o mangá mesmo.

Sobre os traços da autora posso dizer que pessoalmente gosto muito do que vejo em Variante. Ela tem certas características próprias que são fáceis de ver, como nos olhos. A arte dela é muito boa e os personagens não possuem um character design muito complexo. Ainda assim a Aiko é linda! \o/

300gw9w

Recomendo bastante Variante. Não só pra estimular obras um pouco diferentes e pra trazer coisas fora dessa mesmice enjoativa de sempre, como também porque realmente é um título bem interessante. A história é bem legal e boa de se acompanhar. Se preparem pra mortes e cenas de violência, porque isso tem em um número até considerável. É um mangá que te prende e que te enche de perguntas. Dificilmente você conseguirá prever o que virá pela frente em Variante.

Foi um ótimo lançamento pela Nova Sampa. Como são apenas quatro volumes, acho que fica mais válido ainda a compra. A tradução ficou boa, a qualidade do papel não é jornal transparente como era comum entre os mangás por aqui antigamente, mas não é um bright da vida de Lúcifer e o Martelo. A diagramação foi uma das coisas que acho que poderiam melhorar. Certos balões não tinham o texto centralizado, resultando numa poluição visual.

20150222_175942

Atualmente Variante se encontra com 2 volumes já publicados. Acho que o #3 sai agora em março, caso já não tenha até saído! Cada encadernado custa R$12,90. Não acho que valha isso tudo, talvez R$11,90 seria mais justo, mas convenhamos, a Nova Sampa é muito menor perto de uma Panini da vida, sem falar na alta do dólar, portanto é mais do que compreensível o preço. Entretanto o que eu mais queria mesmo era ver o mangá com páginas coloridas só pra ver a Aiko mais bonita ainda, hohoho.

Fica aqui então mais uma recomendação do Gekkou Gear sobre outro dos novos e ótimos mangás que recentemente saíram no nosso mercado. Não deixem de comprar e dar uma chance! Até a próxima. o/

facebook_gekkou_gear!!

Curta nossa página no Facebook!

twitter_gekkou_gear!!

Siga-nos no Twitter!

Feed_gekkou_gear

Assine o nosso Feed!

Ask_gekkou_gear

Nos acompanhe no Ask!

To_LOVE

Recruta-se!

hayate2co8pw9

Att, Gekkou Hayate

11 comentários em “Primeiras Impressões – Variante, pela Nova Sampa

  1. Não é possível que a Aiko seja uma quimera… ela é a protagonista… se ela virar uma quimera, a história vai ficar sem graça… Então eu não acho que ela vá se tornar uma quimera não

    Curtir

  2. O drama/mistério juntamente com você citar semelhanças com o Brynhildr me convenceu.
    Apertado, porem se sobrar uns trocados eu compro

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s