Comentando – Beelzebub #232 – De volta para Ishiyama

001

Anúncio de finalguerra.

Nos últimos… não, uma semana atrás eu fiquei sem pc, motivo do post do #231 ter saído mais tarde. Acontece que nesse tempo eu não acompanhei nenhuma notícia em relação à situação de Beel na JUMP, não frequentei fóruns, não vi o pessoal debatendo, esculhambando nem nada. Mas uma coisa que vejo a todo momento agora que consertei o pc, é pessoal cogitando “Beel tá próximo do fim.” “Beelzebub vai acabar.” “Parece final.” ou até “Deveria ter terminado faz tempo.”. Se eu fosse uma pessoa afetuosa com Beel eu nem sei se ficaria triste, na verdade, nesse momento, estou os dois, triste por num futuro não poder mais comentar e feliz que TAMBÉM não vou poder mais comentar Beel e assim tirar esse fardo das minhas costas. Não levem a mal, eu comecei a comentar Beel por motivos de: demônios. A trama foi pra lá e pra cá com eles, fugia um pouco depois voltava, e pra minha happiness a trama voltou-se novamente com os holofotes para essas criaturas chaves e mais interessantes do mangá.

002

“Isso não estava no roteiro” é a frase que melhor se encaixa no começo desse capítulo. Nem os três anciões que aparecem no início, que à primeira vista aparentam serem algum tipo de bispos ou padres (pensei até que entraria num arco de Igreja), esperavam tal decisão, do Beel simplesmente voltar pra casa com a mãe. E agora? O que pode acontecer? Não era a meta final do mangá? Gosto do jeito que o Tamura roteirizou esse capítulo, não poupou informações, poderia meter um ar de mistério entre esses anciões, mas o escolheu não fazer. Implicando assim, a guerra, um evento que vem depois da batalha e simboliza o ato final, sugere que as linhas de plots espalhadas por aí estão agora se juntando. Metáfora ruim pakas, em outros termos, “Embrace yourself” o final está chegando. UMA GUERRA CARA!, sabe que que é guerra?!

003

Eu fico imaginando aquela guerra de Magi substituindo os soldados por demônios. Não, mas não vai ser assim, no máximo será luta de escolas, calouros de outras escolas etc etc. Foi respondido que o demônio do Fuji é Satã, o que não faz muito sentido para nós, mas eles lá tem uma concepção diferente dessas coisas então lá tem lógica.

Embora a guerra não seja o único conflito, e não tão somente de Beel e Satã, personagens como En foram citados, Atlas que nem lembro quem é, e dois quadros onde aparece o Toujo têm me nutrido uma curiosidade sobre a relevância dele, justamente dele, pra esse arco. Sem esquecer do conflito interno do Oga, a sua decisão e os eventos que vão acontecer. As câmeras só mostram o mundo humano, prevejo tretas no Makai…

004

Mais uma aventura a lá Furuichi ou está definitivamente morta?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s